Que destino para o espaço

1/08/2013 00:00 - Modificado em 31/07/2013 23:24
| Comentários fechados em Que destino para o espaço

club nauticoNo mês de Junho, o Governo, proprietário do Clube Náutico do Mindelo, pôs fim à guerra de cadeados com o encerramento do espaço. É que no mês anterior, o presidente da direcção do CNM mandou colocar cadeados à porta do clube. Mas o gerente do bar/restaurante que tinha o espaço alugado, retirou os cadeados e mandou colocar segurança privada no edifício. O Governo expulsou os inquilinos e, agora, surge uma petição na internet a pedir a concessão do edifício à associação Skibosurf.

 

Com o título “Concessão do “Clube Náutico” para a associação Skibosurf”, os autores dessa iniciativa solicitam o apoio de cidadãos, empresas, surfistas cabo-verdianos e órgãos governamentais, no sentido de fortalecerem o movimento que exige o espaço do complexo do Clube Náutico para avançar com projectos que vão ao encontro do desenvolvimento da ilha e do país.

 

Mas agora, o problema que se coloca é se o Governo vai na cantiga, porque o NN sabe que o imóvel vai ser entregue ao Ministério da Cultura que parece já ter novos planos para o espaço.

 

De acordo com os promotores da petição, a Associação Regional de Skiming Bodyboard e Surf de São Vicente – SkiBoSurf é “uma associação sem fins lucrativos, representativa dos praticantes de desportos radicais da ilha de São Vicente”.

 

Função

 

A Skibosurf salienta que tem como missão “dirigir, promover, incentivar e regulamentar a prática dos desportos radicais; estabelecer e cultivar as mais estreitas relações com as associações congéneres, com os órgãos da hierarquia da modalidade, tanto a nível nacional como internacional; massificar a prática das modalidades; organizar provas e apoiar as promovidas pelas organizações de massa e outras organizações sociais, sejam elas públicas ou privadas”.

 

Foi fundada em 20 de Dezembro de 1993 por um grupo de jovens surfistas da praia da Laginha que alimentava o sonho de alguns jovens mindelenses de criarem um clube que representasse as modalidades desportivas de Skimming, Surf e Bodyboard em Cabo Verde e fora país.

 

Serviço

 

No decorrer dos anos, a associação conta com a realização de eventos que marcaram os desportos náuticos, como a filiação no ISA (International Surf Association) em 1996, a participação de atletas cabo-verdianos no campeonato do Mundo de Bodyboard, Surf e a realização do Open Sandy, em São Vicente.

 

Entretanto, os promotores reconhecem que “o nosso movimento tem sido bastante limitado na sustentabilidade dos seus projectos, nomeadamente, na capacidade de aproveitar das potencialidades do sector desportivo para o desenvolvimento do turismo, sendo o desporto náutico um dos principais atractivos do país e com maiores margens de receitas mas que, infelizmente, ainda é explorado por pequenos investidores externos”.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.