Rixa entre jovens de Cruz e Fonte Filipe gera pânico nos moradores

31/07/2013 07:16 - Modificado em 31/07/2013 12:21

fonte felipe2O Corpo de Intervenção e a Unidade de Piquete do Comando da PN de São Vicente tiveram que intervir para pôr fim a um confronto entre jovens da zona de Cruz João Évora e de Fonte Filipe. Os intervenientes utilizaram pedras e garrafas pelo que transformaram a localidade de Cruz num campo de batalha. Com a condução de alguns indivíduos ao Comando da PN, o caso ficou sob a alçada da BIC que vai realizar averiguações para apurar os factos.

 

O NN apurou que na segunda-feira, por volta das 23 horas, um grupo de jovens das zonas de Cruz João Évora e Fonte Filipe desencadearam um conflito devido a uma rixa que envolveu alguns dos intervenientes. Perante essa situação, os indivíduos da zona de Fonte Filipe deslocaram-se ao bairro de Cruz, à procura dos rivais e quando se deparam com os opositores, a confusão instalou-se e a Polícia Nacional foi chamada a intervir.

 

Confrontos

 

Segundo informações colhidas junto dos moradores, “o conflito entre os dois grupos de jovens transformou a zona de Cruz em campo de batalha. Não sabemos o motivo dessa rixa, mas o certo é que quando travaram a luta geraram momentos de pânico aos residentes e transeuntes. Os indivíduos atiravam pedras e garrafas sem se preocuparem com as pessoas e as viaturas. E a verdade é que acabaram por provocar danos num veículo estacionado nas imediações da praça de Cruz João Évora”.

 

Intervenção

 

Os moradores afirmam que o Comando da Polícia Nacional esteve a par da situação, pelo que quando foi accionado para sanar os confrontos fez deslocar ao local agentes do CI e da Unidade de Piquete que conseguiram deter alguns jovens.

 

Este online sabe que a geografia da zona de Cruz permitiu que alguns indivíduos fugissem pelas encostas. Mas que a Polícia Nacional já está na posse da identificação das pessoas que participaram na rixa, de modo que o caso foi entregue à Brigada de Investigação Criminal.

 

E que a BIC vai procurar saber os motivos da briga e, ainda, poderá entregar uma participação relatando os factos ao Ministério Público, com o propósito de fazer com que as instâncias judiciais adoptem medidas de prevenção contra os intervenientes no conflito.

 

  1. fontefelipe

    Realmente há varios que temosw vivido em clima de terror em Fonte Felipe devido a estas guerras de gangs, mas na Segunda Feira não ficaram a dever, eles tiveram que suar muito com a chegada da Shokada que apanharam eles numas casas que eles ivandiram e aguardam roubos, pau neles, é pena que os familiares ainda os apoiam, pau neles shokada, obrigado por tudo……………….

  2. felipe

    porrada neles principalmente a familia de gapinha e romana, força plíica de shoque

  3. felipe

    ——————-////////////////

  4. Fidj de Cruz

    Adê, onde que BAC tava??? es ca dze que ses missao principal e confront de gang??? acho cum ouvi isso num video ta circula na net. ma depois de tont temp, ainda es ca po fim ness historia de gang??? o que ta passa??? so historia, historia. mim um ta continua ta aposta e cunfia na piquete!!! coragem pa bsot. sempre cum tchmas, es atendem. dod na es. es continua ta ser nhas pliça preferid…..

  5. JSilva

    Não foi um confronto de Gang, foi uma invasão de individuos que tem como finalidade provocar o medo e terror. Há já tem algum tempo vêm invadindo a Zona de Cruz e atacam todos os que encontrarem pelo caminho. Já está na hora da Policia fazer alguma coisa…não se tem segurança para sair de casa por causa de bandidos que não querem trabalhar nem estudar, apenas aterrorizar pessoas. Para mim a BAC bem que poderia quebrar-lhes todas as pernas a começar pelos tornozelos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.