Onésimo Silveira: “O Governo veio constatar a sua própria prevaricação”

25/07/2013 00:03 - Modificado em 24/07/2013 23:39

Em 2010, o Doutor Onésimo Silveira veio a público afirmar que seria uma “afrontosa agressão” à memória de Adriano Duarte Silva destruir o edifício onde viveu o “precursor da cabo-verdianidade”, sob o pretexto de erguer nesse espaço as instalações da Delegacia de Saúde de São Vicente.

Silveira criticou a posição do Governo em avançar com as obras e sublinhou que seria imperativo os cidadãos unirem-se para impedir a demolição da residência daquele que considerou ser uma “figura da cabo-verdianidade e nativista esclarecido”.

Volvidos dois anos, o Primeiro-ministro, José Maria Neves veio proceder a inauguração da nova Delegacia de Saúde de São Vicente, e o Doutor Onésimo Silveira rompeu o silêncio para demostrar que mantém a sua posição “contra aquilo que considera ser uma afronta para a ilha de São Vicente”.

  1. Eduardo Oliveira

    José Maria Neves copiou os métodos e age como o romeno Nicolae Ceaucescu na sua folia de grandeza. Destruiu uma das mais belas e emblemàticas casas da cidade do Mindelo que foi doada à Ilha pelo ilustrissimo Dr. Adriano Duarte Silva para, no lugar, vir agora festejar os danos que fez. JMN destroi em S.Vicente e cria em Santiago sem nenhuma consideração ou respeito pelo povo.
    Estamos fartos do fundamentalismo desse individuo que, mais cedo que tarde, pagarà pelos danos causados.

  2. José Pedro

    Ainda há uma certa comunicação social que dá ouvidos a este homem. Homem que desde que não estiver ele em primeiro lugar logo está contra . Foi sempre assim. Se é verdade que ele levantou contra o Poder Colinial, não é menos verdade que ele levantou-se desabrida e despudoradmente contra os Claridosos, afrontando ilustres como Baltazar Lopes, Manuel Lopes, Roque Gonçalves e tantos outors. Publicou, sem pudor, critica literária que não era da sua lavra, mas sim do poeta Manuel Duarte. Enfim…

  3. José Pedro

    Enfim, Onésimo, fez com que o MpD chegasse ao poder e de seguida levantou-se contra ele. José Maria Neves e Manuel Inocencio corregaram-lhe ao colo, mas logo que o puseram no chão, cuspiu-os. Nem a rica pensão que José Maria Neves fixou-o, com o dinheiro que nosoutros descontamos durante dezenas de anos, apaziguou-o e nem reconhece, como se isso fosse produto de descontos que ele fez como outros cidadãos. Ele queria manter aí esse “cagatório”, como alguém já o tinha chamado.

  4. José F Lopes

    A inauguração outro crime só pode ter sido feito na calada da noite assim como aconteceu com a demolição cobarde, é a maneira como actuam. Nós todos que tomamos parte neste maior braço de ferro em que alguma vez um governo em Cabo Verde teve com a sociedade civil mindelense e quase em vias de ganhar não fosse a atitude traiçoeiro do poder, prometemos não baixar o braço, inclusivamente levar o Estado a tribunal. Faltou-nos energia, dinheiro apoios.

  5. José F Lopes

    Játinha alertado que era necessário umamanifestação de protesto aquando da inauguração da obra para mostrar que a chama do protesto está viva. É nesta coisas que digo que a sociedade civil mindelense ainda não se renasceu das cinzas. Estas coisas em qualquer parte do mundo não passariam sem protesto. O Onésimo teve uma atitude louvável e feliz, reagiu protestou. Parabéns. Ainda vai a tempo de fazer uma manifestação. Os abusos deste governo que rima com fundamentalismo não podem passar mais

  6. Fernado Delgado

    Oh José Pedro.Você faz afirmações grotescas.O Onésimo já deu provas da sua capacidade como um dos maiores intelectuais caboverdianos vivos.Você acha que o Onésimo seria homem para assumir escrita de outrem como seu.De facto você não conhece o homem minimamente.

    Há pessoas que só escondido é que têm coragem para dizer leviandades pois, noutro espaço você não seria de certeza pessoa para tal afirmação,faltar-lhe-ia tudo para abrir a boca.

  7. Lombotanquense

    Eu fico atónito quando leio certos artigos de opinião. De facto é triste ler comentários em que eu não consiga aprender nada. Gosto de ler e comunicar com internautas capazes de formar e emitir opiniões com uma certa clarividência. Dizer que a Delegacia que hoje foi inaugurada, é uma aberração ou uma afronta ao povo de São Vicente é de tudo menos propositado. Definitivamente há pessoas que não gostam de São Vicente, não querem que São Vicente desenvolva. Passam a vida a lamentar. Casmurros.

  8. Lombotanquense

    Quanto a Onésimo Silveira, não sei como classificá-lo. Eu cá tenho as minhas dúvidas se ele está em perfeito juízo. São Vicente está a transformar-se dia após dia. É só parar para ver. São Vicente tem tudo que lhe possa servir para ser a ilha mais competitiva de Cabo Verde a vários níveis. Força governo o trabalho que está sendo efectuado é o necessário para o desenvolvimento de São Vicente. Siga em frente.

  9. Lombotanquense

    Felizmente que a sociedade Mindelense é uma sociedade inteligente, é uma sociedade que está atento, e ela reivindica quando é necessário. Mindelo hoje é dona da maior Delegacia de saúde em Cabo Verde e uma das melhores de África. O resto é conversa deitadas no vento. O vosso maior problema e minimizar o esforço abnegado que o governo está a fazer para desenvolver este país. Isso é o vosso lema, nada mais vos importa.

  10. Joe

    Nao vejo como é que uma Delegacia de saude pode ser uma afronta. Que desenvolvimento podiamos encontrar naquelas ruinas…?

  11. Joe

    Ja esta na hora de abandonar estas politiquices, e começar a pensar no desemvolvimento da nossa ilha! Chega de tempestades em copos de agua!

  12. anonimo

    O onesimo e um grande arrogante esteve 10 anos a mandar e desmandar em S.Vicente e nao fez nada con o cagatorio e agora vem reclamar se ele quise-se fazer alguma coisa faria quando estve no poder agora deixem os outros trabahlar porque queremos e obras em S.vicente e limpeza dos cagatorios no centro da cidade estou satisfeito com o edificio ali construido. nao tenho partido.

  13. José Pedro

    Ó José Lopes. Você quer aparecer em alguma coisa em Cabo Verde. Mas você não conhece Cabo Verde. Saiu da Rua da Moeda para o Sul da França, ainda adolescente e não chegou sequer a conhecer S. Vicente. Bom aluno, é certo, sobretudo na área das ciências exactas, e isso é de louvar. Mas se dar nas vistas em alguma coisa, venha cá, ponha os pés não e presta naquilo que prestas de facto. Porque de política só tens birras e nada mais. Que sabes do Povo de S. Vicente para estares a critica-lo? Agora queres ser a consciência viva do Povo? – Se não queres vir, fique lá no teu remanso, mas não chateies quem esta aqui a fazer, homem!

  14. José F Lopes

    Você está enganado que eu queira aparecer em alguma coisa em Cabo Verde. Se eu tivesse esta pretensão estaria há muito tempo lá. Mas está enganado não sou ‘manhente’. Com a minha profissão em princípio poderei trabalhar em qualquer sítio. Agora vocês do paigc não me calam nem me assustam nem me lavam o cérebro. Eu não me vendo por um prato de lentilhas. Portanto ainda vão ouvir muito se não civilizarem o vosso comportamento arrogante. Eu não sou daqueles que fala em contributo mas não é obrigatório estar em Cabo Verde para fazer por ele contrariamente ao que pensa a xenofobia ambiente. Fique a saber que aquilo que digo digo-o em consciência. Faça um esforço de circular pelos blogues que contam, e verá o que é que as pessoas pensam do Dr Adriano e da demolição.

  15. José F Lopes

    Aprovar a demolição de património com argumentos demagógicos e economicista é inaceitável. Você aceitaria trocar o Palácio do Governo por um investimento de 100 milhões que o transformasse num Bordel. Pelos seus argumentos sim. Dê à cultura o que é da cultura e dê a economia política o que é da economia.
    Para além disso pense na pipa de massa que a obra custou e não é por nada que o FMI está `a espreita por causa de obras deste tipo de investimentos questionáveis. Estou convencido que com a recuperação da casa ficava mais barato do que este monstro de metal betão vidro e metal.
    Por outro lado penso que já deve estar na calha o edifício da antiga administração (este outro ex-librix) onde funcionava o Registo Civil etc e está no mesmo estado em que estava a casa Adriana, estão a deixar que caia de podre para justificarem a demolição. A cidade tem um rico património colonial mas está entregue a interesses especulativos com sede na Praia e com apoios governamentais.

  16. Sumbango-Musteros

    Realmente qualquer obra com valor arquitectónico, como é o caso, devia ser respeitado principalmente pelo (des) governo de JMN, mas uma coisa é certa ONESIMO não tem legitimidade politico-moral para se pronunciar, ele foi um dos lambe-bota de JMN e seu conselheiro.

  17. alberto tavares

    O tal José Pedro mistura as coisas e cai como um patinho encahrcado.
    Aqui não se trata do que fez ou não fez o Onésimo. Estamos perante um alto crime de lesa-patrimônio festejado por quem declaradamente detesta S.Vicente e é inculto. Mais ainda: JMN é um desalmado irreverente. Construiu a cidade velha, deixa desmoronar oFortim d’El Rey e manda deitar abaixo a Casa Adriano pondo ali um merda que podia estar noutro lugar.
    Ou o José Pedro foi encarregado ou é mesmo burre de ladera

  18. so troça

    bô t n’gozo !!!!!

  19. Nita Fortes

    Na nossa terra està-se vivendo numa atmosfera diabôlica onde alguns potentados brincam aos ditadores africanos. Desapareceu o Mobutu, o Bokassa, o Kadhafi que faziam e desfaziam e aparece-nos homologos. Como nos nossos cofres não entram dinheiro de minérios, fazem maqueavelismos nomeadamente culturais.
    Terei oportunidade de voltar mais precisa em outra ocasião para falar dos Neves, Vieiras & C°

  20. nobody

    Nos todos sabemos k SV é uma ilha pequena..uma coisa temos k respeitar a decisao dos outros e nao d concordar…eu da minha parte aprovo a delegacia e onde foi construido pois, a muito k SV precisava d ma nova delegacia e com tais servicos mais eficientes…conheço muito pouco da historia d minha ilha pois so agora sai da casca mas….pessoal convenhamos SV precisa d desenvolver e esta ai o resultado….a balança nem sempre tem k tar ekilibrada por vezes é preciso sacrificar uns em prol d outros

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.