Sacos da gravilha no meio da estrada

28/05/2012 00:10 - Modificado em 28/05/2012 00:10

O Largo da Praça Regala apresenta sinais de mais um acto de vandalismo na ilha de São Vicente. Uma das vias lateral de trânsito dessa praça foi imobilizada com sacos de areia e gravilha que estavam encostados numa residência. A acção aconteceu nesta madrugada de sábado sem que o proprietário do material se apercebesse. Os responsáveis pelo acto tiveram tempo suficiente para jogar alguns sacos e parte de areia e gravilha no pavimento, porque a PN não foi accionada para evitar essa prática ilícita.

 

A ilha de São Vicente nos últimos dias tem registado vários caso de vandalismos, em determinadas zonas da ilha. A última ocorrência sucedeu na madrugada deste sábado, 26, no largo da Praça Regala. No local ainda há sinais que comprovam a acção dos vândalos que imobilizaram uma das vias de trânsito, na Praça Regala.

O NN contactou o proprietário do material para construção civil e este mostrou-se surpreendido com o acto de vandalismo. Segundo ele, por volta das 7h30min deste domingo, quando saía para passear o seu cão, foi questionado por um cidadão, do porquê de atirar os entulhos que estavam a porta da sua casa para a estrada.

De acordo com o dono da areia e da gravilha “dei a volta para ver o que se passava e vi todos os sacos de areia e gravilha jogados no pavimento. O material foi comprado no sábado para ser utilizado nalgumas reparações que estou a fazer na minha residência. Mas, se tivesse apercebido da acção dos vândalos teria accionado a Polícia Nacional, para pôr cobro a esta situação que denigre a imagem da nossa cidade”.

  1. Pedro E. Roberto

    Esse tipo de vandalismo certamente ainda não foi acordado entre o nosso primeiro ministro e os gangs.

  2. Mindelense

    Um dos melhores prefeitos que conseguiu lidar e quase erradicar este tipo de crimes na sua cidade, foi JULIANO, o famoso prefeito de Nova Iorque… criou leis severas, pena de prisão, multas e ainda os inúteis/parasitas tinham de arranjar o que estragaram, através de trabalho social e/ou forçado. Mas como aqui as leis protegem os bandidos, e jamais um ou outro partido iria a favor das mesmas porque perderiam votos nas eleições, os próprios da oposição utilizariam argumentos de ditadura.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.