Agressão com golpes de faca: Ex-patroa quer que ex-empregada seja acusada de ofensas graves

22/07/2013 00:04 - Modificado em 21/07/2013 23:43

juizO processo-crime que investiga um caso de desavença onde a proprietária da Boutique Adão e Eva, Carla Eduarda foi agredida com golpes de faca pela sua ex-empregada desembocou numa Audiência Contraditória Preliminar. A ex- empregada foi acusada do crime de ofensas simples à integridade física. Carla Eduarda não concordou e  recorreu às instâncias judiciais para apresentar contestação.

O Primeiro Juízo Crime da Comarca de São Vicente procedeu à realização da Audiência Contraditória Preliminar requerida pela cidadã Carla Eduarda, proprietária da Boutique Adão e Eva. O NN apurou que no âmbito de um processo que envolve a cidadã e uma ex-empregada, Carla requereu esse procedimento judicial pelo facto da mulher não ter sido acusada de ofensas graves à integridade física.

O caso ocorreu no dia 8 de Novembro de 2012, na residência da proprietária da Adão e Eva, na zona de Alto São Nicolau. Na sequência de um desentendimento entre as partes, a ex-empregada agrediu a patroa com golpes de faca no braço esquerdo e nas costas,junto da omoplata.

A mulher ficou a aguardar julgamento em liberdade mediante Termo de Identidade e Residência e o caso foi entregue ao Ministério Público para realizar as investigações para apurar os factos e deduzir a acusação. Com base na matéria de factos e nas lesões sofridas pela vítima, o MP acusou a agressora do crime de ofensas simples à integridade física.

Mas a verdade é que Carla Eduarda não concordou com a acusação e, agora, com a ACP quer que o Tribunal faça um novo enquadramento jurídico da situação e que a sua ex-empregada se sente no banco dos réus para responder por ofensa qualificada. De realçar que o Tribunal e os intervenientes estiveram em casa da vítima, no Alto São Nicolau para compreender como ocorreram os factos e que nos próximos dias, o juiz vai decidir se a contestação de Carla Eduarda é válida para ser alterada ou se se mantém a acusação de ofensas simples.

 


  1. TIDÓ

    Carla nha cretcheu, bo ta qebrode? Um tinha bo dzide!!!!…

  2. malan

    Quebrod k nem djosa bo ten algo pa da? Ao menos tem coragem bo identifica cambada d montes d merda y criminosos covardes

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.