História de um homem solitário que se dedica a ajudar o próximo

19/07/2013 00:51 - Modificado em 19/07/2013 00:51

redaçãoDe nome Eusébio Leonardo, mais conhecido por todos como Djeba. Da sua idade não sabe dar conta. Do seu passado, apenas alguns cenários vistos em flashes de memória, pois perdeu os seus parentes ainda muito cedo. Não teve filhos e não há nenhum familiar por perto. Vive sozinho. Entretanto não fez dessa sua aparente solidão desculpa para não refazer a sua vida da melhor maneira que pôde.

Já com uma idade avançada, é conhecido como figura marcante da zona de Lugar de Guene que se situa no Vale da Ribeira da Torre. Um contador de histórias, um “pau para toda a obra” como dizem alguns. Conhecedor da terra que lavra, das plantas. Um respeitador nato da natureza, que fala com as plantas e sabe dar conta de todos os segredos da vida. Até fala inglês (o seu), que ninguém percebe, mas que faz rir os outros, aqueles que o percebem e que o interpretam como uma vontade forte que ele tem de progredir, de aprender. Passou mais de cinco anos na alfabetização para poder realizar o seu sonho de escrever, de ler. A idade talvez não o tenha ajudado a alcançar plenamente o seu objectivo.

Vive para os outros

Trabalha a lavrar os terrenos de regadio e nas meradas de sequeiro dos proprietários sem pedir nada em troca, a não ser uma botija de água e um prato de comida se houver. Sobrevive com 5 mil escudos da pensão social. À noite, após uma visita a casa de um dos vizinhos para assistir à novela, volta para a companhia dos seus amiguinhos inseparáveis – dois cães – e do seu embrulho de tabaco que fuma todas as noites antes de se ir deitar.

Diz ele que “a vida é esta de hoje. Estamos hoje, amanhã nada sabemos. Ajudo os vizinhos e eles ajudam-me a mim, cuidam de mim com toda a boa vontade, sobretudo, quando fico doente. São eles todos a minha família. Estou sempre aqui disposto a acudir aqueles que precisam de mim. Varro, dou comida aos animais, pilo o milho, faço trabalhos domésticos se for preciso. Faço com muito gosto, faço tudo pela consideração que cada um deles tem por mim”, diz Djeba.

  1. ribeiradatorre

    Pena não terem desenvolvido este artigo. pois ficou muita coisa por tratar. Eu tive a sorte e privilegio de conviver de perto com este Sr. Djeba ou Zibim. Realmente ele é uma personagem ÚNICA.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.