Juiz muda decisão :“ Sintanton” aguarda julgamento na prisão para evitar linchamento popular

17/07/2013 00:24 - Modificado em 17/07/2013 00:24

SintatomO Primeiro Juízo Crime da Comarca de São Vicente mudou a medida de coacção que ontem tinha aplicado a um homem de 82 anos acusado de matar uma mulher e decidiu coloca-lo em prisão preventiva . Isto como medida de segurança , vistos que os populares queriam linchar o idoso e também porque os familiares destes não aceitaram ficar com “ Sintanton”.

Mas pese a revolta popular de acordo com lei vigente , em razão da idade e do seu estado de saúde, João Dias, 82 anos, conhecido por Sintanton, que matou uma mulher de 32 anos com um tiro na cabeça na zona de Vila Nova, São Vicente não poderia ser encaminhado para a prisão. O juiz para cumprir a lei mandou o homem para casa para aguardar o desfecho do caso em liberdade.

O Primeiro Juízo Crime da Comarca de São Vicente reformulou a medida de coacção aplicada ao cidadão, João “Sintanton” Dias, que matou a tiro a cidadã, Elsa Almeida , durante um desentendimento despoletado por uma dívida de renda que a vítima tinha para com o idoso.

Elsa, de 32 anos deixou três filhos órfãos, por sua vez, o agressor foi presente ao Tribunal para aplicação de uma medida de coacção , porém com base na lei de excepção da aplicação da prisão preventiva, pela sua idade, e estado de saúde, o juiz não poderia aplicar ao sujeito a medida de coacção mais grave: a prisão preventiva, por isso para cumprir com as normas jurídicas, o magistrado aplicou-lhe Termo de Identidade e Residência, apresentação quinzenal à Polícia e proibição de saída do país.

Mas por cumprir a lei, o magistrado ficou com um problema por resolver uma vez que mandou a Polícia escoltar Sintanton até a sua residência, porém populares da Vila Nova não deixaram a PN cumprir o a decisão do juiz, e para agravar a situação, a família do idoso não quis recebe-lo em casa, por falta de condições de segurança, devido ao “espírito conflituoso” de Sintanton, ninguém quis dar-lhe “guarida”.

A PN levou João Dias para a esquadra por não haver condições de segurança para ficar em casa. E nesta terça-feira, o Juízo Crime teve que intervir no caso, e por não haver uma solução viável para o idoso ficar em liberdade, em condições de segurança.O NN sabe que o juiz e os intervenientes no processo, em concertação com a direcção da Cadeia de São Vicente decidiram que João Dias vai ficar no presidio.

 

  1. Voz de povo

    ele mata ainda ele tem tratamento VIP desse vez justiça supera!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! E um poca vergonha ele tava k saude pe consigi mata um pessoa agora ele que pode ba preso???????????? Realmente jm k sabe qual planeta no tita vive.

  2. Manuel Fortes

    Já é tempo dos nossos órgãos de comunicação social, em geral, (impressos e on-line) terem no seu quadro de pessoal, revisores ou redator-revisores, pois a redação dos textos tem-se revelado um autêntico assassinato da língua portuguesa, levando o leitor, às vezes, a fazer uma interpretação errada da notícia. O conteúdo desta peça informativa (bastante oportuna) tem vírgulas onde não deviam estar, e onde elas deviam estar não existem, alterando todo o sentido do discurso do articulista.

  3. joao.pt

    ahahah modificou a decisão, cuitado desse juiz, se calhar deve ter lido os cometário. Assim sendo, impunha-se que ele fundamentasse qual o lugar da segurança jurídica e certeza do direito no meio disso tudo. Otário. O correto de Direito, teria sido esta a decisão CERTA E ADEQUADA, logo a cabeça.

  4. joao.pt

    ahahah modificou a decisão, cuitado desse juiz, se calhar deve ter lido os cometários. Assim sendo, impunha-se que ele fundamentasse qual o lugar da segurança jurídica e certeza do direito no meio disto tudo. Otário. O correto de Direito, teria sido esta a decisão CERTA E ADEQUADA, logo a cabeça.

  5. Emigrante Usa

    Quantos milhares de donos de habitacaoes que estao na masma situacao deste SENHOR.
    Embora condenado o ACTO de desespero (?) penso que os senhorios em Cv estao sendo vitimas de inquilinos que ate gosam com a situacao. Tenho um amigo (emigrante) que construiu um duplex, alugou-o ha mais de 5 anos e nuna recebeu um tostao de RENDA, os inquilinos, um eh reformado dos TACV e outro eh funcionario publico. LEI? Essa nao existe e quando se apela a lei, essa sempre beneficia o inquilino.
    Pensem NISTO!

  6. nilza Duarte

    É de lamentar que a vida humana tenha perdido valor nos ultimos tempos. motivos banais põe em causa o que temos de mais valioso. Infeliz daquele que tira a vida asemelhanteo seu

  7. Kazenga

    Caro Eduino Santos bo tem razão sim, na caso desse li em que quel senhor barrica na se casa armod e ta faze disparo, competencia é de PJ e quel individuo q transporta esse assassino ti te usa uniforme de grupo especial de PJ q é formode pa actua na casos desse tipo e outros. Grupo de Operação Táctico (G.O.T.) quê sês nome. PJ ca ta usa uniforme mas esse grupo tem uniforme pa pode preserva identidade de ses integrante mas na uniforme ta explicito que es é de PJ e es ta actua sempre supervisionod pa um superior hierarquico.

  8. CidadaoCV

    Meus senhores, alguns comentários aqui mostram um elevado grau de insensibilidade, e mostra que o são-vicentino está cada vez menos tolerante. É claro que o que este senhor (velho) fez é errado. Mas só ele que tipo de relacionamento tinha que a vítima. Não é novidade que muitos inquilinos moram anos em casas alheias sem nunca pagarem um tostão aos donos. Isto cria uma tensão e stress enormes ao senhorios, que leva ao pensamento de querer “matar o inclino”.

  9. Tomázia Teixeira

    Matar é crime e como tal deve ser julgado seja qual for a idade. Problema entre inquelino e senhorio é complexo. O ideal é existir sansão para qualquer inquilino que não paga a sua renda por prazer, abuso e por descaramento! Mas sabemos que muitas vezes a devedora ou devedor, é alguém que por motivos pessoais ou de força maior, tal como desemprego, separação, doença, etc,fica exposto a dívidas, sem saber como pagá-las.. Solução é justiça! E eu pergunto: existe uma lei dessa em Cabo Verde?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.