Juiz coloca em TIR idoso que matou uma mulher: população de Vila Nova não o deixa entrar em casa

16/07/2013 01:18 - Modificado em 16/07/2013 01:18

JulgamentoPopulares da Vila Nova , São vicente , não deixaram a PN cumprir o a decisão do Juiz que decidiu que o idoso, que no sábado matou uma mulher, deveria ir para casa e aguardar o julgamento em liberdade .A PN levou João Dias para a esquadra não haver condições de segurança para ficar em casa.

 

Na noite de sábado, por volta das 20 horas, Sintanton disparou contra Elsa Almeida e depois disparou mais dois tiros contra uma moça e um rapaz que tentaram socorrer Elsa.Quando a PN chegou a vítima ainda tinha sinais vitais, mas chegou morta ao hospital devido ao disparo que lhe atingiu a cabeça.

Depois de quatro horas barricado dentro de casa, o idoso acabou por sair levado ao colo por um agente da PJ que o meteu dentro do carro celular da BAC.A população enraivecida pedia a morte de Sintanton, porém o homem foi entregue às instâncias judiciais para aplicação de uma medida de coacção.

Este online apurou que presente ao Juízo Crime, João Dias declarou que o caso foi despoletado por uma dívida de renda que a vítima tinha para com ele, e que “tivemos um problema porque a Elsa não estava a pagar renda. Por via dessa situação, ela e o seu companheiro arremessaram-me pedras, e de seguida o problema resultou num incidente, na medida que saquei de uma pistola e sem intenção acabei por mata-la”.

A ser verdade, ou não as declarações de Sintanton, o certo é que a decisão do juiz levou em conta a idade e a condição de saúde do idoso: Termo de Identidade e Residência, apresentação quinzenal à Polícia e proibição de saída do país.

Com esta decisão judicial, o homem que há cerca de um ano foi julgado sumariamente porque disparou para o ar para intimidar um cliente, e que por via da idade ficou isento de pagar uma multa foi escoltado pela Polícia Nacional para a sua residência em Vila Nova.

O NotíciasdoNorte sabe que a PN não encontrou condições de segurança no local para que o homem ficasse em casa, por isso contactou o Juízo Crime. O juiz mandou levar o homem para a Esquadra Policial, e ficou com uma batata quente nas mãos, porque nesta terça-feira terá que encontrar um espaço onde o idoso possa aguardar o desenrolar do caso em segurança, porque em Vila Nova a população pede a sua morte.

 

  1. NN

    Como é possivel alguém não ser punido qd dispara tiros na via pública, independentemente da idade. Foi o q aconteceu dois anos atrás. Se esse indivíduo tivesse sido punido com pena de prisão, claro q isto não voltaria a acontecer 2 anos depois. A culpa é simplesmente das autoridades competentes. Se fosse num País civilizado o Juiz do caso anterior, esse sim seria entregue às autoridades competentes. Mas enfim, esta é a terra em q vivemos. E o pior é q tudo isso vai piorar.

  2. injustiça

    encontrar um espaço onde o idoso possa aguardar o desenrolar do caso em segurança??? Esse lugar deveria ser era num campa na cemiterio!!! Forte abuso! Isso ker dizer que quem kre mata e fca impune é só espera faze 80 anos??? Senhores legisladores tá na hora de bsot reve ess leis na C. V antes de começa t despoleta coisas piores!

  3. Alcindo

    “Tir” devia ser era na cabeça

  4. alex lima

    quando el da Elsa tire el k tava que problema de saude nem tao pok se idade que impedil de tra vida de um ser human!1 onde que justica de nos terra ta? e um vergonha nos terra ta moda el ta!!e triste sabe que Elsa k te li mas e sabe einda que ka tita ser fet justica a se honra!!

  5. ilhas

    …mas um x, cv esta de parabens, leis de tirar o chapeu, noticias do norte podia dze pf pq ka tem foto desse assassino??????

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.