Bana: músico que embalou gerações, eternizado pelo povo mindelense

13/07/2013 22:22 - Modificado em 13/07/2013 22:22
| Comentários fechados em Bana: músico que embalou gerações, eternizado pelo povo mindelense

Bana4Mar morada di sodade, giralsol gira por mim, são temas de um vasto repertório musical interpretado pelo malogrado Bana – falecido este sábado dia 13 no Hospital de Loures em Portugal – que se ouvem pelas ruas e lojas no centro da cidade do Mindelo. Bana “músico da terra”, “rei da morna” que embalou várias gerações, assim será recordado e eternizado pelo povo.

 

“É com grande dor que recebi a notícia da sua morte. Ele era o meu grande ídolo. Cresci com as músicas dele. Lembro-me de ouvir as músicas num gira-discos que tínhamos lá em casa. Adorava ouvir as faixas como “Maria Barba” e “Camim de Madeiralzinho”. Era dono de uma voz ímpar e, claro, a cultura fica a perder com a sua extinção”, desabafa Carlos Pinto, comerciante no Boca de Tubarão na Rua de Praia.

 

Da mesma forma, Mário Spencer Lima fala com ar entristecido sobre a grande perda sofrida, porque Bana “era um intérprete extraordinário. Para mim, um dos melhores, precedido pelo Ildo Lobo. Já não temos o Bana e não há ninguém que o possa substituir”. Lima continua, lembrando as grandes noitadas promovidas pelo intérprete com as suas serenatas pelas ruas do Mindelo e no Café Royal antes do mesmo emigrar para Portugal.

 

Por seu lado, Antão Graça expressa a sua tristeza e dor pela perda do cantor que, nas suas palavras, era o melhor intérprete da sua geração, dono de uma voz forte e que “elevou a alma da música e as letras, transportadas ao som das mornas e coladeiras”. “Ele cantava com alma. Quando cantava, havia a percepção de um sentimento profundo dentro dele que depois transpunha para fora, para quem o estava a ouvir e ver. Era uma pessoa da terra, um grande mindelense e o repertório musical cabo-verdiano vai, claramente, sofrer uma perda com o seu desaparecimento”, diz Graça.

 

Adriano Gonçalves de 81 anos, mais conhecido por Bana, falecido hoje de madrugada no Hospital de Loures, em Portugal, vai a enterrar no domingo no referido país, de acordo com o jornal on-line português Notícias.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.