Alunos deixam o público rumo aos privados

28/06/2013 00:05 - Modificado em 27/06/2013 23:50

estudantes universitariosMuitos estudantes do ensino superior a estudar na Universidade Pública (única existente no país) estão a abandonar ou pensam abandonar os estudos na UNICV em prol de universidades privadas. Uns devido à questão do custo que não compensa, outros pela desestruturação curricular e mesmo a nível de docência e regulamentos “de fachada que em nada beneficiam os estudantes”.

 

O NN apurou que há cada vez mais alunos a desistirem da Universidade Pública, que em tempos foi uma resposta a muitos estudantes, nomeadamente pela questão financeira.Com as constantes reivindicações dos alunos – questões que se mantiveram, até à data das reivindicações, no anonimato – hoje começam a ser divulgadas pelos próprios discentes “cansados do sistema vigente que regrediu após a transformação do antigo Instituto de Engenharia e Ciências do Mar(ISECMAR)à categoria de Universidade de Cabo Verde (UNICV)”, diz Alexandre Pires, antigo aluno da UNICV que hoje estuda, pelo segundo ano consecutivo, na UNI Mindelo.

Oriundo da ilha de Santo Antão, avança que a nível dos custos não nota grande diferença “visto que o valor das propinas está quase ao mesmo nível das Universidades privadas” com mais algumas agravantes, nomeadamente o factor transporte “pois eu tinha de pagar o passe nos transportes colectivos todos os meses”, mais os exames e documentos solicitados junto da secretaria” que também têm os seus custos.

Milena Cruz, da ilha de São Nicolau, desistiu dos estudos naquela Universidade. Para o próximo ano lectivo pretende ingressar no curso de gestão de empresa no Instituto Superior de Ciências Económicas e Empresariais (ISCEE). “Vai dar no mesmo. Pago sim um valor acrescido, mas as condições são melhores. Vou dispensar o passe dos autocarros, porque moro em Chã de Alecrim e posso perfeitamente ir a pé e depois com a opção de estudar na parte da noite, posso agora arranjar um emprego a tempo inteiro”.

À semelhança destes dois estudantes, são vários os casos de alunos que já não acreditam na Universidade Pública de Cabo Verde. Desiludidos por um lado e esperançosos por outro, pois o futuro passa pelas expectativas de encontrarem condições mais favoráveis para que possam ter “um preparo digno” que os possa “ajudar verdadeiramente a entrar no mercado do trabalho”, finaliza Armando Vieira, também ex-aluno da UNICV, agora a frequentar pelo segundo ano consecutivo, a Universidade Jean Piaget.

 

  1. Carlos Ferreira

    A capacidade de analisar e planear um futuro é algo difícil, nao só para os jovens estudantes como bem assim para os pais.
    Veja só o nome bombástico ” Instituto Superior de Ciências Económicas e Empresariais”‘ como se Cabo Verde tivesse empresas que tais cursos justificam e infelizmente as que ainda não fecharam as portas não estão à espera de licenciados para irem trabalhar atras do balcão.
    Os cursos de gestão de empresa falam na imaginação dos caboverdianos como se as lojas chinesas fossem empresas.
    É pena e bastante triste e trágico que esses estudantes, “geração à rasca ou perdida” ainda não se consciencializaram que estão sendo ludibriados e que a maioria dos diplomas conseguidos nestas pseudo universidades apenas os ajudam verdadeiramente a entrar na lista cada vez maior dos desempregados.
    Quem melhor saiba que o diga.

  2. Mário Dias

    Isto da Unicv da mais é desgosto.Digo e reafirmo pq sou estudante lá.
    à este on-line agradeceria essa minha cloaboração(publicaçâo).OBG.

  3. Manuel Gonçalves

    O mais preocupante de tudo é a péssima qualidade de ensino praticada com relação a grande parte das disciplinas. E isso é devido, essencialmente, à contratação de professores burros, ignorantes, incultos e sem postura nenhuma, interessados apenas em ganhar dinheiro. Assim, a UniCV não vai longe…

    • szt

      A pois é, já ouvi dizer que há alunos lá em cverde que terminam a licenciatura e são logos contratados para dar aulas nessas faculdades, nessas condições precárias não é possivel irem tão longe acho mesmo falta de responsabilidade por parte das pesssoas que os contratam, um aluno licenciado não tem capacidade nem experiência para ensinar numa faculdade, só se for um aluno licenciado mas concluido o curso antes de bolonha, mudam isso se faz favor, pq terminam o curso sem saber nada nada………

  4. Anilto Carvalho

    de facto quase nada compensa estudar numa universidade publica os mesmo erros do ano 2000 sao os de 2013, é urgente que se organize nesta universidade ou ainda os alunos sairam de forma massiva rumo as universidades privadas.

  5. Alberto (Ex-Aluno)

    Fazem bem todos os que abandnem o ISECMAR (actual DECM da UniCV) e vão para as privadas. Nas privadas há pelo menos RESPEITO PELA PESSOA HUMANA. Eu nunca vi nenhu, Director das privadas a chamar nomes obscenos aos alunos como a Doutora Alexandre Delgado fez no ISECMAR. Fazem bem TODOS OS QUE TROCAREM UNICV PARA PRIVADAS. E depois a propina é ela por ela. UNICV fica em Ribeira de Julião. Os alunos têm que obrigatoriamente terem passe para irem lá. Para além disso o espaço não tem condições.

  6. ilda

    Temos que perguntar o seguinte. qual e´a produtividade da isecmar. quantos alunos saim por ano dali com diploma por ano, isso é um desastre, na isecmar nao tem produtividade, entramos por ali sem dia de sair esta é a verdade, por causa de alguns professsores palermas uma direçao falhada e esturquidor. eu sou muito grato por alguns professores dali, verdadeiross professores mas outros deixa-nos arrasar. que se lixe tudo o que bloquea os jovens caboverdiano aqui temos um exemplo claro.

  7. João Cruz (Banana)

    Acompanhei meus primos a quando da CFN, fiz formação, em 93 e actuamente, em 2008 voltei a frequentar a mesma Escola e não tenho razões de queixa dos professores. Do Sistema…
    Labitur exiguo quod partum est tempore longo. É mais fácil demolir que construir.
    Em nome dos faltosos e em meu nome próprio, “tiro o chapeu” aos nossos professores, com um grande e sincero pedido de desculpas.
    Laqueo suo captus est.Quem arma a esparrela, às vezes cai nela. Um dia poderás vir a ser professor desta Escola..

  8. João Cruz (Banana)

    Ex-aluno
    Permissa venia. Com a devida licença:
    Caros comentadores. A nossa escrita põe a nu o nosso carácter.
    Vamos acalmar os ânimos, por favor. A crítica é sempre bem vinda, quando propósito é melhorar o sistema.
    Também acho que a UNICV precisa de uma “sacudidela”, porém não vamos ofender os nossos ilustres mestres. Até a pouco tempo, esses mesmos Mestres faziam parte do corpo docentes das tais Universidades Privadas. Muitos deles fizeram as tão famosas CFN e a ISECMAR, hoje UNICV

  9. João Cruz (Banana)

    Acompanhei meus primos aquando da CFN, fiz formação em 93, voltei a estudar agora em 2008 e não tenho nada contra os professores.
    Da UNICV!…
    Em nome dos faltosos e em meu nome próprio, “tiro o chapéu” aos professores com um grande e sincero pedido de desculpas.
    Laqueo suo captus est. Quem arma a esparrela, às vezes cai nela. Um dia poderão vir a ser professores desta Instituição

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.