Djenice Duarte: Modelo à espera de visto para trabalhar

26/06/2013 01:11 - Modificado em 26/06/2013 10:17

Djenice DuarteDjenice Duarte, modelo internacional que já desfilou para a Ford Models está no Mindelo desde Dezembro. A modelo está à espera do visto para regressar aos Estados Unidos da América. Djenice refere que está ansiosa para voltar aos castings e para as passarelas internacionais. Contudo, a burocracia empata a modelo que inclusive perdeu a oportunidade de trabalhar para a Prada e ser fotografada por um dos melhores fotógrafos dos Estados Unidos da América.

 

Djenice Duarte considera-se uma miúda activa e estar no Mindelo desde Dezembro sem trabalhar, incomoda-a. Porém, afirma que está a fazer de tudo para adquirir o visto e conseguir rumar às passarelas internacionais. Djenice Duarte diz que “inicialmente fui com o visto de turista e agora não posso pedir uma segunda vez”, no entanto, afirma ao NN que para obter o visto novamente seriam necessárias 20 cartas de recomendação por parte da agência, mas devido a um problema jurídico não foi possível enviá-las. Desta forma, a modelo internacional está a tentar obter o visto de trabalho para os Estados Unidos da América e viver o seu sonho de modelo.

Djenice Duarte enquanto espera pelo visto perdeu uma oportunidade de trabalho como modelo: a de ser fotografada por um dos melhores fotógrafos dos EUA da marca Prada. Revela que “fiquei aborrecida com esta situação, porque considero que seria uma grande oportunidade de trabalho como modelo”. Como não pode ganhar asas e ir para os Estados Unidos da América, ainda está em São Vicente. Enquanto isso, a modelo no Mindelo tenta transmitir a sua experiência às modelos nacionais ou às raparigas que sonham ser modelo. Para além das dicas como ser modelo, Djenice também esclarece que “a vida de modelo não é fácil e temos de ser humildes, ter personalidade, principalmente, na hora de fotografar” isto porque, a humildade ensina-nos a aprender as coisas com maior facilidade. Acrescenta que “muitos pensam que a vida de modelo é fácil e que ganhamos muito dinheiro”, mas para quem está no início da carreira é completamente diferente, visto que as agências investem nas modelos. Assim, a estadia e a passagem são custeadas pela agência que terá de ser reembolsada pelo valor investido e também tem de pagar os agentes. Deste modo, quando não há projectos ou trabalho para os modelos é melhor a nossa estadia em Cabo Verde, disse Djenice ao NN.

Djenice está ansiosa por regressar ao mundo da moda internacional e aprender mais como modelo. Todavia, está contente com a experiência até então vivida e garante que lhe trouxe muitos benefícios, entre os quais ser reconhecida nas ruas do Mindelo e um facto que considera importante foi que “antes de viajar passava na rua e comentavam que eu era magricela e isso contribuía para eu ter a minha auto-estima em baixo, mas hoje na rua, referem-se a mim como a modelo”; isto foi um dos maiores benefícios dessa experiência que pretende usufruir novamente assim que tenha o visto de trabalho para os Estados Unidos da América.

 

  1. zemas

    midjor bu djobi um trabadjo enquanto bu sta podi fazi algum cusa bu dexa de bacandeza, pamodi kela de ser modelo nunca foi trabalho serio,tens ai a prova estados unidos poe vistos sem problemas para profissionais serios, quanto mais quando se vai trabalhar a alto nivel, minina bu ca ta ngana nem bu cabeca com esta palhacada de modelo.

  2. Jose Rui

    Ela é linda,tem tudo para singrar na vida como modelo internacional e como vizinho e conhecido da família desejo-lhe a maior sorte e tudo de bom na vida e na carreira que escolheu.Ela apontou a humildade como factor principal para se singrar como modelo.Nisso aproveito para lhe aconselhar que se coloque frente ao espelho e diga; vou tentar a todo o custo ser humilde porque na realidade nâo sou nem um pouco.Imagina cumprimentar pessoas é sinal de boa educação nem isso ela faz,na zona onde ela mora

  3. Dje Guebara

    Djenice,recorda-se que não existe noite grande que não encontra o amanhecer.Sigas sonhando porque o optimismo è a força maior para triunfar, porque quem não luta não triumfa. Boa sorte criola linda.

  4. adi

    minina nu ten munti mas bunitas qui bo pali e mas sex abo busta na seca mesmo mas contu ze rui e zemas e midjor bu bai djobe un trabadju e bu cai na realidade!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.