Turquia: Polícia usa canhões de água contra manifestantes

23/06/2013 22:27 - Modificado em 23/06/2013 22:27
| Comentários fechados em Turquia: Polícia usa canhões de água contra manifestantes

TurquiaManifestantes lançaram cravos vermelhos em homenagem aos mortos, feridos e detidos durante a repressão policial contra as manifestações realizadas na praça Taksim.

 

A polícia turca voltou a usar este sábado canhões de água para dispersar milhares de manifestantes, que regressaram à praça Taksim, em Istambul.

Após vários dias de calma, que se seguiram a três semanas de protestos sem precedentes contra o governo turco, os manifestantes concentraram-se de novo na praça Taksim para assinalar a operação policial no parque Gezi, junto à praça e último bastião da contestação antigovernamental.

Este sábado, os manifestantes voltaram a exigir a demissão do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, gritando: “Isto é apenas o princípio, a luta continua”. Durante o protesto, foram lançados cravos vermelhos no local e nos passeios que conduzem ao parque Gezi, em homenagem aos mortos, feridos e detidos durante a repressão policial contra os manifestantes.

Ao fim de hora e meia e de vários apelos para que os manifestantes abandonassem a praça, a polícia entrou em ação e centenas de elementos antimotim empurraram a multidão com os escudos, apoiados por canhões de água.

Desta vez, a polícia não usou granadas de gás lacrimogéneo, cuja utilização em massa contra os manifestantes, durante as últimas semanas, foi fortemente criticada, nomeadamente, por associações de médicos.

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.