Conselho de Disciplina pune jogadora do EPIF com 4 meses de suspensão

24/05/2012 00:05 - Modificado em 24/05/2012 00:05
| Comentários fechados em Conselho de Disciplina pune jogadora do EPIF com 4 meses de suspensão

O Conselho de Disciplina da Associação Regional de Futebol de São Vicente puniu uma jogadora do EPIF com quatro meses de suspensão, devido a atitude antidesportiva. Por seu lado o treinador e a massagista da EPIF foram penalizados com 30 dias de suspensão e uma multa no valor de 2000 escudos. A deliberação do Conselho de Disciplina da ARFSV surge na sequência dos factos que ocorreram no final do jogo entre EPIF e Madeirense.

 

O Conselho de Disciplina da ARFSV pronunciou a sua decisão em relação ao relatório da árbitra, Alcídia Santos sobre a atitude antidesportiva das jogadoras e dirigentes do EPIF, no final do jogo com o Madeirense. O Conselho de Disciplina reuniu-se nesta quarta-feira em sessão ordinária para apreciar os relatórios dos árbitros referente a 10ª jornada do campeonato futebol feminino.

O caso da jornada tem a ver com alegadas agressões sofridas pela árbitra, Alcídia Santos e desencadeadas por elementos do clube, EPIF. Na sua decisão o Conselho de Disciplina decidiu punir a jogadora do EPIF, Marizia Rocha com quatro meses de suspensão. Na base do castigo está a tentativa de agressão e uso de expressões incorrectas com a equipa de arbitragem.

Por seu lado, o treinador do EPIF, Gustavo Pires e a massagista, Eneida foram suspensos por um período de 30 dias e pagamento de uma multa, no valor de 2000 escudos. O órgão que regula a disciplina no futebol sãovicentino tomou esta decisão pelo facto dos dois elementos da equipa do EPIF terem proferido expressões incorrectas, insultos e ameaças para a equipa de arbitragem.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.