Perigo à espreita na Avenida Marginal : Passadeiras para quê?

14/06/2013 01:55 - Modificado em 14/06/2013 01:55

Na Avenida Marginal no Mindelo, existem duas passadeiras, uma em frente da Rádio Nacional e outra em frente do Complexo Pont D`Agua que deveriam ser usadas pelos peões para atravessarem em segurança. No entanto, por comodidade dos peões, estes atravessam a estrada da avenida no lugar menos apropriado, o mais frequente é à frente do parque da CMSV e das traseiras do Mindelhotel. Isto porque é o local onde os autocarros param para largarem e tomarem os passageiros que, por sua vez, preferem atravessar onde lhes dá mais jeito, em vez de darem um passeio na avenida até às passadeiras e utilizarem-nas. Mas só que usar  essas passadeiras é um tormento ,por que não sabe quando os carros param ou aceleram .

E a velha estória de ser preso por ter cão e por não ter . Esta e outras situações têm levado os mindelenses  a chegar a conclusão que a maiorias das passadeira da cidade “ foram colocadas à toa “. Isto porque não por que não cumprem como objectivo da criação de uma passadeira : Uma zona de segurança para o peão atravessar uma via. Um comentarista do NN que assina MLS[1]disse da sua justiça sobre o assunto : “Se forem ver a maioria das passadeiras aqui em S. Vicente caíram do céu e ai ficaram. Ficam mal localizadas, são mal assinaladas, estão em lugares que nunca deveria estar enfim uma aberração. Jábasta de tanta asneirada nas estradas de Mindelo. Que façam um trabalho serio.2 è caso para dizer : falou e … disse

  1. Atento

    Aquela avenida precisa é de mais uma ou duas passadeiras para diminuir as distancias.
    Por Exemplo: Se uma pessoa ta vindo do cais e quer ir para Calçados Navaro se usar a passadeira em frente a Radio fica com o mesmo perigo pq um pouco mais a frente não tem passeio para pessoas, e tambem vir usar a passadeira de pont’ agua é muito longe.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.