Obama e Xi inauguraram “um novo modelo” de relações entre a China e os EUA

10/06/2013 01:33 - Modificado em 10/06/2013 01:33
| Comentários fechados em Obama e Xi inauguraram “um novo modelo” de relações entre a China e os EUA

obama e xiOs presidentes Barack Obama e Xi Jinping concluíram este sábado uma cimeira informal na Califórnia, com a Casa Branca a sublinhar a convergência sobre a Coreia do Norte e o clima.

 

No total, segundo um conselheiro de Obama, os dois líderes estiveram juntos oito horas, entre sexta-feira e sábado, em Sunnylands, uma mansão moderna e sumptuosa em Rancho Mirage, pequena cidade a leste de Los Angeles.

A simples duração dos encontros, realizado em pequenas comitivas e desprovidos de protocolo, foi considerada significativa por Washington. Tanto Obama como Xi sublinharam que este tipo de encontros informais – os dois foram fotografados em mangas de camisa passeando nos jardins de Sunnylands – visam estabelecer “um novo modelo” de relações entre a China e os EUA.

Foi neste ambiente que o Presidente XI “tomou nota” das preocupações dos EUA em matéria de cibersegurança. Obama fez-lhe saber que este problema é “central” e que se a China continuasse com as suas práticas de ciberespionagem e pirataria informática isso constituiria um obstáculo às boas relações entre os dois países.

Xi “tomou nota” mas o seu conselheiro de Estado, Yang Jiechi, máximo responsável em matéria de Negócios Estrangeiros, voltou a repetir que o seu pais “é contra todo o tipo de ataques informáticos” e que a “a China também é vitima de ciberataques”.

Obama viu-se obrigado a defender a segurança informática do seu país num momento em que a sua própria Administração está a braços com revelação de um programa de recolha de dados privados telefónicos e online dos americanos em nome da luta antiterrorista.

Os dois países acordaram em formar um “grupo de trabalho” dedicado à cibersegurança que deverá reunir a partir do próximo mês.

Sobre a Coreia do Norte e o seu programa nuclear e balístico, o conselheiro de Obama para segurança nacional, Tom Donilon, afirmou que os dois presidentes estiveram “plenamente de acordo sobre os objectivos” deste dossier: a “desnuclearização” da península coreana.

O único comunicado divulgado pelos EUA após a cimeira Obama-Xi é referente a um acordo para um esforço comum contra as alterações climáticas, tendo como principal alvo os hidrofluorcarbonos, gases industriais considerados como “super gases” de efeito de estufa.

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.