Suspeito de vender drogas a menores fica em prisão preventiva

7/06/2013 01:56 - Modificado em 7/06/2013 01:56
| Comentários fechados em Suspeito de vender drogas a menores fica em prisão preventiva

tribunal mindeloDepois de ficar em liberdade a semana passada, indiciado da prática de um crime de Violência Baseada no Género, o jovem Yannick, conhecido por “Pinik” viu o Tribunal da Comarca de São Vicente decretar-lhe a prisão preventiva. O indivíduo que reside na zona de Campim foi detido pela Polícia Judiciária durante uma operação de controlo do tráfico de estupefacientes na cidade do Mindelo.

 

O Primeiro Juízo Crime da Comarca de São Vicente procedeu ao interrogatório de um cidadão natural da ilha de São Vicente detido pela PJ por suspeitas de tráfico de droga. Yannick de 22 anos foi detido na sua residência em Campim na posse de cerca de 37,5 gramas de marijuana.

Segundo o que apurámos, o Departamento da Polícia Judiciária recebeu uma denúncia de que o jovem estaria a vender droga, inclusive a menores. A PJ realizou diligências para apurar os factos descritos na denúncia e recolheu indícios que o suspeito estava a traficar estupefacientes, cuja venda se destinava a adultos e a jovens menores de 18 anos.

Buscas

Munidos de um mandado de captura, os agentes da polícia criminal foram a casa do suspeito e, para além de apreenderem 35,5 gramas de marijuana que davam para conceber 125 “charros” avaliados em 6250 escudos, a PJ recolheu instrumentos utilizados por suspeitos “traficantes” para retalhar grandes quantidades de droga.

Prisão Preventiva

Presente ao Primeiro Juízo Crime, o magistrado recolheu indícios que permitiam aplicar-lhe a prisão preventiva como medida de coacção. O arguido não escapou da cadeia porque “há fortes indícios da prática de um crime de tráfico de estupefacientes” e porque a sua detenção surge uma semana após ter sido interrogado pelo Segundo Juízo Crime pela prática de um crime de VBG e onde foi aconselhado que evitasse a prática de qualquer delito.

Por ora, o processo-crime que envolve o jovem irá para a instrução para se apurar a veracidade dos factos. E depois de deduzida a acusação por parte do Ministério Público, o arguido será julgado em Processo Comum Ordinário incorrendo a uma pena de prisão efectiva pela prática de um crime de tráfico de droga.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.