Professores do ex-Instituto Pedagógico podem entrar em greve

5/06/2013 01:11 - Modificado em 5/06/2013 01:11
| Comentários fechados em Professores do ex-Instituto Pedagógico podem entrar em greve

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste online sabe que um grupo de professores que trabalha em regime de acumulação no Instituto Universitário de Educação, ex-Instituto Pedagógico, na ilha de São Vicente, está há oito meses sem receber o seu salário pelos serviços prestados à instituição. Sem ver a cor do seu dinheiro, os oito funcionários pedem esclarecimentos e uma resolução para o problema.

 

Os professores que leccionam sob sistema de acumulação de disciplinas no ex-Instituto Pedagógico em São Vicente não descartam a hipótese de realizarem uma greve por tempo indeterminado, como forma de protesto.

Os docentes já entregaram uma carta à direcção a pedir esclarecimentos sobre o atraso no pagamento dos salários. O grupo constituído por oito professores explica que “o não pagamento dos respectivos salários antes estava condicionado à não publicação da nossa nomeação no Boletim Oficial e, depois, condicionado à entrega dos relatórios finais dos respectivos módulos leccionados na instituição”.

 

Resolução

Os professores garantem que os dois entraves foram ultrapassados com a publicação da nomeação no BO, datado de 12 Abril de 2013 e com a entrega dos relatórios finais das Unidades Curriculares. Por isso, a classe quer ver os salários em atraso regularizados sob pena de abordar outras formas de luta, como a paralisação dos trabalhos.

Este online sabe que depois de esperarem oito meses e sem haver uma solução, os professores esperam que o problema seja resolvido nesta quarta-feira, 5 de Junho. Caso os responsáveis do Instituto Universitário de Educação não atenderem ao pedido, no dia 7 a classe entrega um pré-aviso de greve, cujo arranque está previsto para 10 de Junho, traduzindo-se na suspensão das aulas por tempo indeterminado.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.