As crianças do Mindelo perdem um dos poucos espaços infantis da cidade

3/06/2013 00:33 - Modificado em 3/06/2013 00:33
| Comentários fechados em As crianças do Mindelo perdem um dos poucos espaços infantis da cidade

kidslandiaKidslândia, espaço infantil no Mindelo encerra as portas após comemorar o dia da criança. Fatinha do Rosário, mentora do projecto, alega que os custos são elevados para manter o Kidslândia aberto e garante que o encerra com um sentimento de frustração, visto que fez de tudo para manter o espaço aberto e que quem de direito não conseguiu ver a vertente social do projecto.Visto que a  Kidslândia seria mais do que um lugar só para as crianças brincarem.

Fatinha do Rosário  avança que “já me associei ao ICCA, no qual as crianças faziam parte da colónia de férias, já disponibilizei o espaço para fazerem ginástica, fui à Praia e falei com várias empresas que verbalmente apoiaram o projecto mas que não se efectivou.” A responsável do parque Kidslândia acrescenta que a última tentativa foi tentar associar-se ao parque da CMSV, disponibilizando os seus equipamentos até à concretização do projecto destinado para o local.

Para além de diversas tentativas para manter Kidslândia aberto , Fatinha diz que “ fomos alvo de actos de vandalismo e roubos. Tinha um guarda-nocturno que tive de dispensar por não ter condições de pagá-lo”. Acrescenta que os roubos foram a gota de água na tentativa de manter o parque Kidslândia aberto . Desabafa que fica triste “ pelas suas crianças” que gostam tanto do lugar e inclusive nem querem sair quando lá vão. Todavia, Fatinha é da opinião que em São Vicente existe muito comodismo por parte dos pais, apela para que as crianças insistam no seu direito de brincar e que não fiquem em casa diante da Tv, a jogar PSP, garante que ”os pais não conseguem mudar essa nova era da tecnologia, mas podemos tentar mudar”. Há vários fins-de-semana que o parque se encontra vazio, nenhuma criança é levada para brincar.

Fatinha do Rosário diz  que o parque Kidslândia encerra devido aos vários motivos apresentados e também o facto da renda do espaço  ser elevada, de ter um empréstimo bancário e vencimentos a pagar, pelo que não consegue manter as portas abertas. Contudo, adianta que “Kidslândia irá desaparecer do espaça físico, mas vou continuar a trabalhar nesta área pois os equipamentos são amovíveis e pretendo continuar a trabalhar no Mindelo e nas outras ilhas

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.