Campeonato Nacional: Mindelense fica a um passo de garantir o apuramento após golear a Ultramarina

3/06/2013 00:15 - Modificado em 3/06/2013 09:28
| Comentários fechados em Campeonato Nacional: Mindelense fica a um passo de garantir o apuramento após golear a Ultramarina

O Clube Sportivo Mindelense voltou a jogar em casa depois de meter água na jornada inaugural onde perdeu perante os seus adeptos com o Desportivo da Praia. Mas agora, na penúltima jornada, a história do jogo foi diferente e os Leões da Rua da Praia golearam a Ultramarina por 4-0. O colectivo do CS Mindelense mostrou serviço mas o mérito vai para o seu extremo Tuita, sem dúvida o pesadelo da Ultramarina.

O Estádio Adérito Sena recebeu o jogo entre o CS Mindelense e a Ultramarina de São Nicolau, referente à 4ª jornada do Campeonato Nacional. As duas equipas lutavam por objectivos diferentes, mas a luta seguia num mesmo caminho, finalizar o jogo com um triunfo.

A história do jogo entre as duas equipas resume-se num Mindelense que soube controlar a posse da bola e que podia ter saído do Adérito Sena com um resultado mais dilatado, uma vez que a Ultramarina mostrou ser uma equipa inofensiva no ataque porque, verdade seja dita, o campeão de São Nicolau levou o perigo à baliza contrária apenas uma única vez.

78

Penáltis

Quanto às incidências do jogo,realça-se que o árbitro Adalberto Alexandre teve decisões erradas ao não assinalar nos minutos iniciais da partida duas grandes penalidades a favor do Mindelense. Flávio, avançado dos Leões da Rua da Praia, em duas ocasiões levou a melhor sobre o defesa Toi D´Filomena, mas este usou os braços de forma incorrecta para impedir que o avançado ficasse em posição perfeita para colocar a bola no fundo da baliza da Ultramarina.

Mas, como diz o ditado, “à terceira é de vez”, aos 20´, o árbitro marcou uma grande penalidade a favor do CS Mindelense. O médio Fredosn procurou o contacto dentro da grande área e o lateral direito da Ultramarina, Boneca foi na cantiga e derrubou o camisola 8.

Resultado final

Chamado a marcar dos 11m para converter o castigo, o próprio Fredson não estremeceu e fez o 1-0. Com o controlo do jogo a seu favor, o Mindelense soube aproveitar das fragilidades do adversário e sempre que podia, procurava aumentar o resultado. E aos 28´, o extremo Tuita concluiu de forma perfeita uma boa jogada de ataque da sua equipa.

No início da segunda parte, aos 49’, o extremo Tuita fez uma jogada seguida de uma finta magistral a um jogador da Ultramarina e assistiu o médio Dukinha que fez o 3-0. Dukinha que viria a estabelecer o resultado final aos 92´. O lance partiu do guarda-redes do Mindelense, Tol que colocou a bola no extremo Adir e este a servir Dukinha.

Do lado da Ultramarina, Patchik, Bada, Suek e Djassa tentaram pegar na bola para levar o perigo à baliza do Mindelense. E o único lance que o campeão de São Nicolau teve no jogo contou com a ajuda do defesa do Mindelense, Djosa. Decorria o minuto 61, quando Djosa entregou mal a bola ao seu guarda-redes e Djassa roubou-lhe o esférico mas, depois, sob pressão de Tol rematou em esforço para fora.

Homem do jogo

Quanto ao homem do jogo, este poderia ser o médio Dukinha, por ter bisado na partida, mas pelas evidências da partida e com base na actuação do colectivo do Mindelense no jogo, o extremo Tuita foi sem dúvida o melhor em campo. O camisola 23 pela forma como encarou o jogo, pelos passes e jogadas que realizou utilizando a sua técnica, a sua humildade em campo, o respeito pelos adversários mereceu a sua eleição como homem do jogo.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.