ADECO quer eliminação da taxa de aluguer de contadores de água e electricidade

31/05/2013 00:33 - Modificado em 31/05/2013 00:33

António-Pedro-Silva-presidente-da-ADECO-300x200A ADECO está a levar a cabo uma petição pública para a “eliminação das taxas mensais de aluguer de contadores de água e de electricidade”. Esta petição é destinada à Assembleia Nacional, às Entidades Reguladoras e ao Governo de Cabo Verde com o objectivo de serem tomadas medidas para a eliminação da referida taxa. A ADECO explica que apesar das tarifas de água e electricidade praticadas em Cabo Verde serem das mais caras do mundo, as autoridades impõem taxas que “são meros expedientes de extorsão dos parcos recursos dos consumidores”. Segundo os números da ADECO os consumidores gastam entre os 1605 escudos e os 15446 escudos de encargos anuais.

E que estas taxas vêm sufocando as camadas economicamente mais frágeis, com todo o impacto social daí decorrente.

Em conversa com o presidente da ADECO, António Pedro Silva, o mesmo explica que o preço dos contadores já vem integrado nas tarifas. Acrescenta que as empresas têm como função “distribuir água e electricidade e não alugar contadores”. Para Pedro Silva, o preço do contador fica amortizado num período de dois a três anos e que não faz sentido o consumidor continuar a pagar pelo contador e que a responsabilidade de prover o meio para quantificar o gasto feito pelos consumidores é da empresa. A ADECO considera o pagamento das taxas mensais de aluguer do contador de água e electricidade como “injusta e abusiva”.

Pedro Silva avança que esta petição tem como objectivo alertar a população para a questão desta taxa específica e envolver as pessoas para que possam estar preparadas para lutar contra as próximas taxas que poderão surgir. E alertar as autoridades para que tomem medidas em relação a esta questão.

Já estão contabilizadas mais de mil e quinhentas assinaturas e a petição é de âmbito nacional, envolvendo também a diáspora. O objectivo é chegar ao maior número de assinaturas possíveis com a participação da população. Esta luta da ADECO não é nova tendo em 2009 abordado o assunto na comunicação social, mas desta vez está marcada por uma atitude concreta.

 

 

  1. Carlos Silva - Ralão

    Vamos mobilizar para uma petição com objetivo da eliminação da taxa de aluguer de telefone fixo e de todas as taxas que são impostas aos consumidores, em que muitos destes serviços estão garantidas na nossa constituição.
    É preciso um movimento urgente contra todo esse movimento e decapitação CAPITALISTA, destes pequenos grupos que querem continuar a dominar o mundo, e pior ainda, países pobres como o nosso.

  2. MIRANDA ATENTO

    POR ACASO ISSO SERIA UMA BOA IDEIA TENDO EM CONTA A SUPER CARGA FISCAL QUE O GOVERNO TEM SUFOCADO OS CABOVERDIANOS PRINCIPALMENTE AS CAMADAS MAIS POBRES.MAS TAMBÉM FALTA MAIS UMA TAXA QUE DEVERA SER RETIRADO DOS CONSUMIDORES QUE TODO O MUNDO JÁ SABE OS TAIS 350 QUE A CV TELECOM COBRA AOS CONSUMIDORES.

  3. MIRANDA ATENTO

    Seria uma boa ideia tendo em conta a super carga fiscal que o Governo tem sufocado os coboverdianos principalmente as camadas mais pobres . Mais falta mais uma taxa que tem que ser retirado mais urgente possível que todo mundo já sabe os 350 que a CV Telecom cobre aos cosumidares me da uma explicação da sua razão.

  4. MIRANDA ATENTO

    porque não publicaram o meu comentario

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.