Proprietário de um bar no alto Mira Mar pode recorrer à arma de fogo para se proteger dos assaltantes

31/05/2013 00:29 - Modificado em 31/05/2013 08:42

BodeguitaO Bar La Bodeguita do Mindelo, situado na zona do Alto Miramar, foi assaltado pela quarta vez, situação que deixou o proprietário em estado de desespero e agora não descarta a hipótese de adquirir uma arma de fogo de forma legal para se defender dos ladrões. Os gatunos levaram dinheiro, cigarros e bebidas alcoólicas.

 

Depois de se ter registado um assalto numa residência na localidade do Alto Miramar em que os ladrões levaram dinheiro, peças de ouro e outros objectos, na madrugada desta quinta-feira foi a vez do bar La Bodeguita do Mindelo sofrer um novo ataque.

O proprietário do bar sublinha que fechou o espaço por volta das três horas e que depois recebeu um telefonema de que tinham partido uma janela para assaltar o seu estabelecimento.

 

Desespero

Segundo o proprietário “esta foi a quarta vez que me assaltaram o bar, pelo que os prejuízos não param de aumentar. Desta vez fui accionado por um vizinho que me alertou que algo de estranho se passava no bar. Desloquei-me ao bar para me inteirar da situação e deparei-me com uma janela arrebentada, bem como uma grade de ferro que servia de meio de segurança”.

O dono do La Bodeguita do Mindelo entrou no espaço e acabou por confirmar aquilo que temia: o bar foi assaltado pela quarta vez, tendo agora os gatunos levado 20 mil escudos que estavam na caixa do bar, maços de cigarro, cervejas e garrafas com bebidas alcoólicas.

Os responsáveis pelo assalto entraram por uma janela situada na parte lateral e o dono do espaço não descarta a hipótese de serem pessoas frequentadoras do bar ou indivíduos que se esconderam nos arredores e, após a sua ida para casa, assaltaram o La Bodeguita.

 

Comprar uma arma

O proprietário diz que não é a primeira vez que arrombam as janelas do bar para o assaltarem, recordando que há cerca de três anos quebraram o tecto do espaço para consumarem um assalto. Entretanto, este cidadão de nacionalidade espanhola que escolheu viver em São Vicente está desesperado porque os prejuízos não param de aumentar.

E deixa claro que “já não suporto matar-me de trabalho no meu estabelecimento em busca de um sustento para a minha família, para depois chegar um grupo de bandidos e levar tudo aquilo que quiser. Não vim para São Vicente para sustentar ladrões, por isso, terei de procurar novas soluções para impedir um novo assalto”.

O entrevistado reforçou a segurança do estabelecimento colocando uma protecção interior caso arrombem o tecto. Decidiu gradear as janelas e as portas depois do primeiro assalto, mas de nada valeram. Agora, voltou a colocar grades na janela arrombada e afirma que irá comprar uma arma de fogo e registá-la junto das autoridades e quem se atrever assaltá-lo de novo irá sofrer as consequências.

 

 

  1. Luís Fonseca

    Há que proteger os honestos e não os gatunos. Esse senhor tem direito a uso de porte de arma.

  2. Mindelense

    Bem dito Sr. Luis Fonseca, sabemos que a PN tem sido incansável na luta contra a criminalidade e ao parasitismo. Infelizmente sempre aparece um grupo de direitos humanos a proteger essa corja, contribuindo para a fomentação da violência urbana. Os honestos, trabalhadores e inocentes nunca são protegidos por essa maldita cúpula dos Direitos Humanos.

  3. Sim e Não

    Bem, verdade seja dita, um pessoa que já teve prejuízos no bar por 3 vezes e ainda sai e deixa o dinheiro na caixa e estupidez. Sem contar que existem outras formas de afugentar os gatunos. Com o prejuízo que já teve, ele bem que podia ter colocado um sistema de alarme, portas e janelas de ferro entre outras soluções. Matar um ser humana é um peso na consciência que poucos conseguem carregar, muitos falam, mas é só bla bla, e este, não é por 20c que vai puxar o gatilho de certeza.

  4. 1)- ALARME ,- 2)- CÂMARA FILMADORA OU A MAIS SEGURA : GRADES DE FERRO POR DENTRO, NÃO POR FORA ,POR DENTRO . OBS !!! HOMBRE ! LADRÓN NO GUSTA DE TRABAJO.

  5. Dje Guebara

    O homem tem toda a razão, para acabar com essas pragas humanas tem que elimina-los da sociedade.Recordam-se que existe um proverbio que diz:O àrvore que não da fruta tens que cortala,assim serà com essos larapios.

  6. Carlos Silva - Ralão

    Caro Sim ou Não, realmente matar um ser humano (bandido, violador, assassino,…) é um fardo dificil de se carregar, mas pior é ser saqueado várias vezes e no final fazer as contas, ir a falência, despedir os funcionários e pais de familia, que condicionará a problemas sérios (depressão-suicídio, desintegração e destruição familiar e social, etc…), ou seja, na vida há sempre escolhas a efetuar, muitas vezes elas são cruéis, mas temos de estar sempre a favor do bem, das pessoas do bem, honestas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.