Ataque a caravana do partido do Governo mata duas dezenas de pessoas na Índia

27/05/2013 01:27 - Modificado em 27/05/2013 01:27
| Comentários fechados em Ataque a caravana do partido do Governo mata duas dezenas de pessoas na Índia

indiaUma emboscada a uma caravana de eleitos locais do Partido do Congresso, no poder, atribuída pelas autoridades a rebeldes maoistas, fez 23 mortos e dezenas de feridos no estado de Chhattisgarh, na Índia, segundo um balanço da polícia divulgado este domingo pela AFP.

 

A Reuters noticiou a morte de pelo menos 19 pessoas, entre as quais seis polícias. É, em todo o caso, um dos mais mortíferos ataques atribuído nos últimos anos à guerrilha maoista, que se mantém activa em regiões rurais do Centro e Leste da Índia.

 

O ataque ocorreu no sábado e foi feito numa zona de floresta densa do departamento de Jagdalpur, a 282 quilómetros de Raipur, a capital do Estado de Chhattisgarh, na região oriental do país. A estrada foi bloqueada com árvores derrubadas, explodiu uma bomba e depois os carros foram metralhados, segundo as informações da polícia.

 

“O balanço é agora de 23 mortos. Podemos também confirmar que foram feridas 32 pessoas, a maior parte com gravidade”, disse à AFP Ramniwas, director da polícia do estado. Um balanço anterior indicava 17 mortos.

 

As vítimas são maioritariamente dirigentes do Partido do Congresso, no estado, incluindo o presidente, Nand Kumar Patel, e o seu filho. Foi também morto o antigo ministro do Interior do estado, Mahendra Karma. Outro ex-ministro local, Vidya Charan Shukla, foi ferido com gravidade.

 

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, condenou o ataque e prometeu firmeza. A presidente do Partido do Congresso a nível nacional, Sonia Gandhi, condenou o ataque e declarou-se horrorizada como facto de pessoas envolvidas na actividade política serem tomadas como alvos.

 

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.