Juiz visita casa onde a vítima foi assassinada

23/05/2013 02:10 - Modificado em 23/05/2013 02:10

martelo juizO juiz Antero Tavares que procede ao julgamento do cidadão Adilson da Luz acusado de ter assassinado Nádia Aleixo, conhecida por “Nady” vai conhecer o local onde ocorreu o crime. O magistrado pretende perceber como é que ocorreu o assassinato e esclarecer alguns factos que constam da acusação.

 

O 1º Juízo Crime da Comarca de São Vicente convocou o suspeito “assassino” e os peritos da PJ que realizaram as investigações preliminares para realizarem uma leitura descritiva dos factos que terão determinado a morte da vítima.

Nesta quinta-feira, Adilson da Luz, detido na Cadeia de São Vicente e que durante a audiência de julgamento confessou ter morto a ex-companheira vai ser conduzido pelos agentes do Grupo Especial de Segurança Prisional à localidade de Ribeira de Cadela, zona de Espia, local onde ocorreu o assassinato.

No interior da residência onde foi encontrado o corpo de Nádia, o arguido vai ser interrogado pelo juiz que decidiu conhecer a casa onde ocorreu o crime. Este exercício judicial vai permitir que o juiz faça uma leitura de factos que lhe permitam aplicar a medida de pena ao arguido.

Trata-se da reconstituição do homicídio e, de acordo com o juiz, o objectivo é perceber como é que os factos ocorreram e esclarecer a hipótese de que o acusado escondeu o corpo noutro compartimento da residência e depois removeu-o para o seu quarto. A reconstituição está marcada para as nove horas e o Tribunal requisitou a presença do Corpo de Intervenção para garantir que a reconstituição decorra em segurança.

  1. herculano

    esse e palha para burro

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.