Funcionário do banco BAI suspeito de desviar 11 mil contos fugiu para África do Sul

23/05/2013 02:06 - Modificado em 23/05/2013 02:06

BAIUm funcionário da agência bancária BAI na cidade da Praia, ilha de Santiago, está a ser acusado de ter desviado cerca de 11 mil contos da agência. De realçar que o homem está a ser procurado pelas autoridades, uma vez que terá fugido de forma “furtiva” de Cabo Verde.

 

Segundo a RCV, o funcionário do Banco Angolano de Investimentos em Cabo Verde foi alvo de um processo disciplinar por suspeitas de ter desviado do banco cerca de 11 mil contos. No sábado passado, o Ministério Público recebeu uma nota a denunciar esse crime e, na segunda-feira, dia 20, foi emitido um mandado de captura para deter o homem, mas este não foi encontrado.

As autoridades presumem que o cidadão tenha saído do país no domingo, com suspeitas de ter rumado para a África do Sul. Por agora estão a ser realizadas diligências para se apurar o paradeiro do ex-funcionário do BAI e, se se confirmar que o suspeito está na África do Sul, durante o processo de instrução criminal as autoridades poderão formular um pedido de extradição para Cabo Verde.

  1. silvio spinola

    …está na moda, é díficil o fecho semanal sem saque, porra pá! que balancete a cambada dá!
    “gente chique” é doida por meter mão nos bolsos de “gentinhas” sempre querendo mais, dela e dos outros

  2. Francisco Pereira

    bem feito. se ka pegado crise ka ta odjal

  3. KATEN CONTA

    Este não tem nome? porqué!

  4. Malaguitinha

    É o que está na moda agora. Desvios nos Bancos, desvios nas Finanças, desvios nas Câmaras… A moda pegou de vez. O enriquecimento fácil assim conseguido, para alguns, dá mais jeito do que o obtido pelo trabalho honesto. Há que punir severamente os prevaricadores, senão vamos continuar a ler estas notícias todos os dias na nossa terra.

  5. Dirce Varela

    Segundo o Jornal a Semana o nome do suspeito é Humberto Viera

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.