Circulação de droga na Cadeia de São Vicente : Agentes prisionais rastreiam comida e passam a pente fino as celas

22/05/2013 00:44 - Modificado em 22/05/2013 00:44
| Comentários fechados em Circulação de droga na Cadeia de São Vicente : Agentes prisionais rastreiam comida e passam a pente fino as celas

prisãoDepois de terem desmontado um esquema arquitectado por alguns reclusos da Cadeia de São Vicente para introduzir droga naquele estabelecimento prisional, a direcção e os agentes prisionais adoptaram medidas de segurança para impossibilitar a entrada de estupefacientes e materiais ilícitos no interior desse presídio que conta com mais de 300 reclusos.

Para impedir a entrada de materiais ilícitos e garantir a segurança na Cadeia de São Vicente, os agentes prisionais fazem o controlo por vigilância no espaço externo do presídio. E na parte interna, a entrada de qualquer cidadão ou material é susceptível de revista por parte dos agentes para evitar que armas, bebidas alcoólicas, estupefacientes, entre outros materiais proibidos por lei, circulem entre os reclusos no interior do estabelecimento prisional.

Rigor

Segundo o que apurámos “a revista aos géneros alimentícios destinados aos detidos e às pessoas que os vão visitar, é realizada dentro dos parâmetros legais, de modo a impedir que haja entrada de produtos ilícitos no presídio. Não pretendemos criar constrangimentos aos cidadãos que visitam os seus reclusos mas, por norma, temos de ter rigor, sobretudo, com pessoas que consideramos capazes de introduzir qualquer objecto ilegal na cadeia”.

Normas

Desta forma, a direcção da Cadeia de São Vicente, em conformidade com os agentes prisionais, no âmbito das funções que lhes são delegadas para fazerem cumprir as normas de funcionamento, realizam acções de revista no horário de visitas, “sem haver discriminação entre os visitantes” e passam a pente fino as celas dos reclusos em busca de materiais ilícitos cuja finalidade é o consumo por parte de alguns reclusos.

De realçar que há cerca de seis meses, os agentes prisionais desmantelaram um esquema montado por reclusos para introduzirem droga e confiscaram embrulhos e doses de marijuana no interior de latas com fundo falso que seriam utilizadas para a confecção de peças de artesanato, para além de vários visitantes serem surpreendidos com droga nas partes íntimas ou escondida entre os géneros alimentícios.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.