Incêndio destrói casa de lata onde residia uma idosa

16/05/2013 01:27 - Modificado em 16/05/2013 01:27
| Comentários fechados em Incêndio destrói casa de lata onde residia uma idosa

velaUma idosa de 88 anos, residente na zona de Horta Seca, ilha de São Vicente, escapou ilesa a um incêndio que deflagrou na residência que partilhava com o neto. Segundo o que apurámos, o homem adormeceu e deixou uma vela acesa que ateou o fogo à casa de lata. As chamas consumiram todo o recheio que havia no interior da habitação e o caso só não terminou em tragédia porque os residentes tiveram ajuda para abandonarem a habitação.

 

Na madrugada desta quarta-feira, por volta das três horas e quarenta minutos, uma casa de lata em Horta Seca foi destruída pelo fogo. O fogo foi provocado por uma vela deixada acesa por um cidadão que residia nessa habitação na companhia da avó e que se apercebeu das chamas quando estas já estavam a devorar alguns bens existentes na casa.

O Corpo de Bombeiros foi accionado por moradores que apoiaram no combate das chamas. Com o alerta, os bombeiros deslocaram-se de imediato para o local e dada a proporção das chamas foram necessárias sete toneladas de água para que o incêndio fosse extinto no espaço de uma hora.

Este online apurou que as duas pessoas que habitavam nessa casa de lata escaparam ilesas do incêndio, mas que todo o recheio da casa, roupas e objectos foram devorados pelas chamas. E que a idosa e o neto foram acolhidos por familiares, após terem visto o fogo consumir os seus pertences e a habitação onde residiam.

 

Casos

De realçar que o Corpo de Bombeiros registou outro incêndio, desta feita na zona de Monte Sossego, numa residência de betão. O alerta foi dado por volta da meia-noite e o fogo, que teve pouca propagação, foi extinto. As causas desse incêndio que provocou danos nalguns objectos estão a ser apuradas pelas autoridades.

Com estes dois incêndios registados pela Polícia Nacional e pelo Corpo de Bombeiros na noite de quarta-feira na ilha de São Vicente, os dados demonstram que no período de onze dias a ilha registou três casos, uma vez que no dia 4 de Maio, na localidade de Fonte Francês, um incêndio destruiu uma casa de lata, tendo as chamas provocado ferimentos às pessoas que habitavam nessa residência.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.