Alunos da UNICV sentem-se punidos por terem protestado e ameaçam com nova greve

14/05/2013 00:37 - Modificado em 14/05/2013 00:37

UNICVOs alunos da UNICV/ Mindelo , face ao último despacho da reitoria daquela Universidade, acusam a direcção de retaliação, ao atacarem “deliberadamente” os interesses e bem-estar dos estudantes, “que não pretendem, nada mais do que defender os próprios direitos”. Em resposta às decisões tomadas pelo corpo directivo daquele departamento, os discentes reafirmam a possibilidade de mais uma greve geral. Por agora, ficam-se por um abaixo-assinado, seguido de uma carta que será enviada ao Ministro do Ensino Superior Ciência e Inovação (ESCI), António Correia e Silva, na esperança de que o problema seja resolvido.

Mais uma tentativa para resolver a situação dos alunos “sem resposta da Universidade”. Em reacção aos protestos dos discentes levados a cabo em Fevereiro deste ano, a reitoria da Universidade de Cabo Verde (UNICV) reafirma a sua decisão comunicada em despacho oficial de implementar o regime de exame único e também das condições de execução dos mesmos, reafirmando que “só vão repetir os exames os alunos que demonstrarem formalmente (por escrito) que, na altura, não havia condições para fazerem a prova” por causa do barulho consequente aos protestos.

“Na sequência disso, fizemos um abaixo-assinado que passou por todas as turmas e entregámos juntamente com um requerimento”, explica um dos alunos e porta-voz da greve, Nuno Fonseca, realçando a forma autoritária com que estas questões têm vindo a ser solucionadas pelo corpo directivo daquela Universidade.

Em carta que deverá ser encaminhada ao Ministro do ESCI, consta que a decisão “não é mais do que uma punição para com os alunos que aderiram ao protesto. No final, a polémica taxa foi retirada dando lugar a uma multa para os alunos com propinas em atraso”, facto que contradiz as normas estabelecidas pela própria instituição, citado no Despacho Reitoral nº 037-GAB.R /13 no ponto número 2, constando que “O Conselho da Universidade não deve julgar nem punir os alunos que não pagaram a taxa de exame”.

“O Governo não está preocupado com o ensino em Cabo Verde”

Fonseca reitera, incrédulo, o facto do Ministro do ESCI, em visita a uma Universidade privada no Mindelo, não ter procurado inteirar-se junto dos discentes da UNICV sobre os problemas que vêm sendo reivindicados desde Fevereiro passado.

“Disse que a UNICV tem autonomia. Por ser autónoma pode fazer o que quiser?”, questiona Fonseca, lembrando que se trata de uma Universidade pública e que, assim sendo, “o Governo tinha que ter uma tutela sobre ela” sendo esta uma das responsabilidades do gabinete “do Ministro do ESCI que até hoje não tomou nenhuma providência acerca disso”.

“É o sistema que nós temos. Não dão real importância aos jovens. Não estão preocupados com o ensino em Cabo Verde”, conclui aquele discente.

  1. Manuel Mota Santos

    Com tantas greves, uma vez que agora resolveram fazer greve com qualquer palha que cair em cima das vossa cabeça, já vi que vão concluir esses cursos com cabelos brancos com tantas perdas de aulas enquanto isso, os anos lectivos vão passando bem como as vossas idades e o tempo de conclusão dos cursos aumentam.
    Acham que não é Uma Empresa, dependo do conceito de empresa que vocês têm, mas…., Espero que não querem com isso dizer que o facto de ser uma Univ. Pública não pode ser diborla

  2. Manuel Mota Santos

    ERRATA
    Acham que não é Uma Empresa?! dependo do conceito de empresa que vocês têm, mas…., Espero que não querem com isso dizer que o facto de ser uma Univ. Pública TEM QUE SER DIBORLA, ACHO UMA ABERRAÇÃO ESTAREM A RECLAMAM O FACTO DE COMPRAR UM IMPRENSO DE MATRICULA NUMA UNIVERSIDADE POR 100$00, QUANTO NOS LICEUS ISSO ACONTECE E NINGÚEM RECLAMA E PASSARAM POR LÁ E NUNCA DISSERAM QUE ERAM 2 OU TRÊS CÓPIAS DE 3$00. RECLAMAM SIM MAS COM RAZÃO, COM FUNDAMENTO, COISA QUE JUSTIFICAM

  3. Noronha

    Quem quizer formar em Cabo Verde deve contribuir porque só o Governo não pode.Ninguém é obrigado a se formar nas Universidades, existe ensino profissional também onde até é mais barato e por vezes de graça. Deixem de lenga lenga paranóia e preocupam-se em estudar e fazer o exame dentro do tempo estabelecido.

  4. JESSICA

    JAM TA FORTE DE UNICV

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.