Fotógrafo Luís Couto lança revista “Carnaval do Mindelo”

13/05/2013 01:02 - Modificado em 13/05/2013 01:02

DSC02495Após mais de duas décadas a fotografar o percurso carnavalesco da sua ilha Natal, o fotógrafo Luís Couto, lançou na sexta-feira, dia 10, a edição (número zero) da revista Carnaval no Mindelo, com registos daquilo que foi a festa do rei momo de 2013 e dos bastidores, com o trabalho dos artistas e das figuras e grupos espontâneos que todos os anos “marcam a diferença” no Carnaval realizado na ilha.

 

“Ao fim deste percurso de seguir o Carnaval, de registar cada ano, achei que deveria partilhar esta informação com mais gente. É uma forma de solidariedade para com quem faz o Carnaval, sobretudo, partilhar esta informação, esta recolha com a comunidade e contribuir para a divulgação do Carnaval, porque penso que é absolutamente necessário fazermos algo mais para este Carnaval”, explica o fotógrafo, assinalando também a questão da preservação da memória: “olhar para trás e saber de onde vêm as coisas, de onde viemos, de constituir e ir formando aquilo que é a nossa história”.

DSC02503A antropóloga Celeste Fortes, em apresentação daquele magazine, reitera a necessidade de se preservar todo o enredo que marca a história do Carnaval que passa pelos desfiles oficias, mas também pelo Carnaval fora da Rua de Lisboa, com as figuras tão bem retratadas no memorial, como o bem conhecido “Sorriso” e o “Nha Junzim” e também nos bastidores com artistas e equipas de montagem de figurinos, andores, coreografias e músicas. “A iniciativa de lançamento desta revista reflete o exercício da cidadania da cultura mindelense”, sublinha Fortes para quem este suporte também traz uma esperança de “manter vivo” o Carnaval espontâneo que, nas suas palavras, corre o risco de desaparecer.

Conforme a apresentação da revista “que o Carnaval continue a ser essa manifestação cultural que envolve o maior número de pessoas, de todos os extractos sociais, desde os mais novos aos mais vividos, homens e mulheres entregues à grande festa popular; pois, no Carnaval, os sonhos tornam-se pura realidade fantasiada e um ‘escape’ necessário à dura realidade do país pobre, porém, rico culturalmente e procurado por muitos de outras paragens”.

A revista “Carnaval no Mindelo”, lançada no pátio do Centro Cultural do Mindelo continuará o seu percurso contando com publicações anuais a seguir ao Carnaval. Para além disso e aproveitando as duas décadas de memória registadas enquanto visitante assíduo desta festa popular que acontece todos os anos na cidade, Couto fala também na possibilidade de, num futuro próximo, lançar uma publicação agora em formato bibliográfico, com registos de todo o percurso do Carnaval ao longo desse período.

Luís Couto é fotógrafo de profissão, residente em Boston, EUA, foi “nómada” durante 5 anos pelas ilhas de Cabo Verde como ele mesmo se auto refere, condição “favorável” que lhe permitiu fotografar as várias facetas paisagísticas das ilhas que compõe este arquipélago, traduzido, posteriormente (em 2006), no seu livro intitulado “Fotografar é Saber escrever com a luz” -, para além de outras publicações como a edição de álbuns de fotografias, entre as quais, “Colecção de Postais Ilustrados”.

  1. Luís Couto

    Agradeço ao Notícias do Norte pela publicação da notícia do lançamento da revista.
    No texto publicado foram introduzidas duas informaçoes que não correspondem à verdade. Peço e agradeço sejam feitas as devidas correcçoes seguintes:

    1 – Sou residente em Barcelona e não em Boston.
    2 – Em 2006 publiquei um livro intitulado “Cabo Verde” e no seu lançamento fiz a declaração “Fotografar é Saber escrever com a luz” que foi utilizada como título de um artigo do jornal ASemana.

    Cordialmente,
    Luís Couto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.