Polícia Nacional está de luto: Faleceu o Subintendente Manuel Tomás

9/05/2013 03:22 - Modificado em 9/05/2013 03:22

Manuel TomásO Comandante da Polícia Nacional na ilha do Sal, Manuel Tomás dos Santos, de 49 anos faleceu nesta quarta-feira, em Portugal, vítima de uma doença prolongada. Manuel Tomás que ainda desempenhou funções em Santo Antão, São Vicente e Santiago lutava há sete meses contra um cancro que lhe afectava o pâncreas.

 

Segundo o que apurámos, o Subintendente da Polícia Nacional faleceu por volta das 6 horas e o seu corpo deve chegar à ilha do Sal para a realização do funeral. Manuel Tomás nasceu na localidade de Ribeira da Torre, ilha de Santo Antão e ingressou na Polícia em 1985.
Manuel Tomás exerceu as funções de Comandante na ilha de Santo Antão, foi Coordenador das Operações Policiais em São Vicente, depois foi para Santa Catarina, ilha de Santiago e, em 2007, assumiu o Comando da PN no Sal.

Com a notícia da morte do Subintendente, o Comando da PN em São Vicente relembrou o antigo Coordenador Operacional como “um colaborador do seu superior hierárquico e que granjeou junto dos seus colegas e subordinados uma inestimável amizade que certamente perdurará pelo resto da vida” segundo o Comando Regional, o Subintendente Tito Barros.

A Editora Notícias do Norte apresenta as sentidas condolências à família de Manuel Tomás e a toda a Corporação da Polícia Nacional.

  1. manuel antonio marce

    A notícia recebida foi um grande choque, porquanto, esperava ouvir sua recuperação. Mas, a vida é assim mesmo. Ele foi um grande Comandante, trabalhador, honesto, respeitador, sincero, em fim, um homem de trato fino. Nesta hora de dor, minhas sentidas condulências a família enlutada e à PN e que a terra lhe seja leve.

  2. Alcindo Santos

    é com consternaçao que acabo de tomar conhecimento da morte deste colega e amigo, companheiro de jornada dos tempos em que tambèm fui Policial. Manuel Tomàs, ensinou-nos com è possivel ser Policial e ser humilde, aliàs , demonstrava toda a personalidade do povo humulde de Santos Antao. à familia enlutada, exprmimos toda a nossa vizinhança, num abraço de sentidas condulencias e à incorporaçao da PN,os nosso lamento pela perda de um Elemento exemplar. Enfim ficamos mais pobres (continua)

  3. Alcindo Santos

    e rendemos a nossa sincera homenagem ao Poliail, ao amigo e ao Home que foi MANUEL TOMAS.Que a terra lhe seja leve e descançe em Paz ali num mundo em que todos seremos iguais.

  4. Armindo Tavares

    Homem como este nunca morre….Tive o privilégio de trabalhar com ele tanto em Santo Antão como em São Vicente…homem simples, honesto, trabalhador incansável e sobretudo, muito amigo dos seus subordinados …é simplesmente um exemplo de profissional dedicado, motivador…para quê mais adjectivos para qualificvá-lo…descanse em paz…à família, as minhas mais sentidas condulências.

  5. Tomás Delgado

    Foi com grande consternação que tomei conhecimento do deparecimento físico, daquele que foi Manuel Tomás, como como sr Maneul Tomás, só encarne na vida de loo em loo anos, homem, simples, honesto, trabalhador, sem exibicionismo, sem nada, por este meio aproveito de enviar minhas sentidas condolências para toda a família enlutada e que a terra seja leve, que descanço em paz.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.