Canibais brasileiros confessam mais seis mortes

18/05/2012 01:22 - Modificado em 18/05/2012 01:22

O trio de canibais, preso em Abril em Garanhuns, estado brasileiro de Pernambuco, por terem assassinado e devorado duas jovens, terão morto pelo menos outras seis mulheres. A informação consta no processo aceite agora pela justiça e foi revelada pelo promotor do caso, Itapuan Vasconcelos.

 

“Eles confessaram à polícia as mortes de mais essas seis mulheres, que viviam em Olinda, Paulista e Recife (outras três cidades de Pernambuco). Essas informações vão ser enviadas às esquadras das respectivas cidades, para novas investigações”, informou Itapuan, que não pode dar mais detalhes por o processo estar em segredo de justiça.

Os acusados, Jorge Silveira, sua mulher, Isabel, ambos com 52 anos, e Bruna, de 25, que viviam na mesma casa num triângulo amoroso, são agora em réus, estando o processo a cargo do juiz José Carlos Vasconcelos Filho, que também decretou as suas prisões preventivas.

O processo diz respeito apenas às mortes das duas vítimas, cujas ossadas foram encontradas na casa dos acusados e já identificadas, mas outras duas ossadas foram localizadas em Olinda e em Conde, esta última no estado da Paraíba, o que, com as novas confissões, eleva para dez o número de vítimas já conhecidas.

O trio atraía as vítimas com promessas de emprego e, depois de as matar a golpes de faca, comia-lhes o fígado e o coração, guardando a carne das nádegas e das coxas para a alimentação diária e a fabricação de empadas que Isabel vendia em Garanhuns. O grupo criava uma menina de cinco anos, filha de uma jovem assassinada em 2008, que era forçada a participar nos rituais.

  1. Maria

    Es devia era colocas num local fetchod e esquece des la até es kme cumpanher!!

  2. eliane miriam

    pura ignorância!!!!!o ke k bo t otcha k são vicente te precisá ??????????

  3. margarida

    sr JAIR JUFF.ness ora li kno ta reza pa DEUS,no ta dze[pai perdoai pq nao sabem o que dizem].o ke soncent tra meste´.PALHACO.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.