Deputado britânico acusado de agressão sexual a dois homens

6/05/2013 00:39 - Modificado em 6/05/2013 00:39
| Comentários fechados em Deputado britânico acusado de agressão sexual a dois homens

nigel evansO vice-presidente da Câmara dos Comuns e membro do Partido Conservador Nigel Evans foi detido neste sábado para interrogatório depois de ter sido acusado de ter violado um jovem e de ter agredido sexualmente outro, ambos na casa dos 20 anos.

 

Evans foi libertado sob fiança e terá de regressar perante a justiça a 19 de Junho. Numa conferência de imprensa dada neste domingo, o político britânico negou os crimes.

 

“Ontem fui questionado pela polícia em relação a duas queixas feitas por duas pessoas que se conhecem muito bem e que eu considerava como amigas até ontem”, disse Nigel Evans neste domingo, citado pelo jornal britânico The Guardian. O político falou num jardim, perto de sua casa, em Pendleton, Lancashire, no Noroeste de Inglaterra.

 

As alegadas violações ocorreram entre Julho de 2009 e Março de 2013, também em Pendleton. “As acusações são completamente falsas e não consigo compreender porque é que foram feitas, especialmente tendo eu continuado a dar-me com uma das pessoas até à semana passada”, referiu ainda Nigel Evans, não dando espaço a perguntas dos jornalistas, dizendo apenas que estava “ok”, quando lhe questionaram como é que se sentia.

 

“Apreciei a forma sensível como a polícia tratou do caso, e quero agradecer aos meus colegas, amigos e membros do público que expressaram o seu apoio e que, como eu, estão incrédulos em relação a estes acontecimentos.”

 

Em 2010, Nigel Evans revelou publicamente que era homossexual. Na altura, lançou um grupo de apoio a políticos homossexuais. Ainda não se sabe se se vai demitir do cargo de vice-presidente da Câmara dos Comuns.

 

 

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.