França reduz em 30% os salários do Presidente e dos ministros

18/05/2012 01:16 - Modificado em 18/05/2012 01:16

A medida já tinha sido anunciada durante a campanha eleitoral do Presidente francês François Hollande, mas foi confirmada nesta quinta-feira na primeira reunião do Conselho de Ministros. O Presidente e os ministros vão ganhar menos 30%.

 

A redução salarial foi confirmada aos jornalistas por diversos ministros do novo Governo. A medida, que fazia parte do programa de Hollande, pretende ser simbólica em tempo de crise. O novo Presidente tinha prometido um Executivo “exemplar”.

O salário do Presidente, que tinha aumentado 170% em 2007, para 19.000 euros mensais, logo após a eleição de Nicolas Sarkozy, passará para cerca de 13.000 euros mensais, adiantou a AFP.

Todos os membros do novo Governo – o primeiro-ministro Jean-Marc Ayrault e a equipa composta por 17 homens e 17 mulheres – assinaram uma “carta de deontologia” em que se comprometem a rejeitar qualquer situação de conflito de interesses e a não acumular o cargo ministerial com um mandato parlamentar ou a liderança de um governo local.

Após a tradicional “fotografia de família”, os novos ministros ouviram Hollande a pedir-lhes que “se entreguem ao trabalho, sem demoras”.

O Presidente francês apresentou na quarta-feira o novo Governo, tendo escolhido Laurent Fabius, de 65 anos, para o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Pierre Moscovici, de 54 anos, para a difícil pasta das Finanças. Michel Sapin, de 60 anos, é ministro do Trabalho. A Indústria ficou a cargo de Arnaud Montebourg, de 49 anos, membro da ala esquerda do partido Socialista francês. O ministro da Defesa é Jean-Yves Le Drian, de 64 anos, enquanto Manuel Valls, da ala mais à direita no PS, é ministro do Interior.

A antiga porta-voz da campanha de Hollande, Najat Vallaud-Belkacem, uma franco-marroquina de 34 anos, foi escolhida para ministra dos Direitos das Mulheres e porta-voz do Governo, enquanto Christiane Taubira, de 60 anos, ficou com a pasta da Justiça.

Aurélie Filipetti é ministra da Cultura e Marisol Touraine, de 53 anos, irá encarregar-se dos Assuntos Sociais e Saúde.

  1. Manuel

    Sim senhor! Falta coisa do genero no mundo e principalmente no nosso Cabo Verde onde muita gente do Estado ganha salarios bem altos para um pais pobre como Cv. Falo por exemplo de muitos diretores, etc…

  2. Seara

    O Governo Francês tem apenas 17 Ministros, o de Cabo Verde tem 18 Ministros, embora mais 3 Secretários de Estado, mas sabendo que a maioria dos Directores Gerais são imaturos e de competência duvidosa, é mesma coisa que dizer que temos um Governo dez vezes mais numeroso que a França, em termos relativos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.