Igreja de Nossa Senhora da Luz: a primeira em Cabo Verde com intervenções de arte sacra

2/05/2013 01:33 - Modificado em 2/05/2013 01:33
| Comentários fechados em Igreja de Nossa Senhora da Luz: a primeira em Cabo Verde com intervenções de arte sacra

igreja mindeloA primeira intervenção de arte sacra em Cabo Verde vai ser planeada na Igreja de Nossa Senhora da Luz no Mindelo, sendo este um dos edifícios mais emblemáticos da cidade. O projecto que ronda os 10 mil contos conta com a contribuição da comunidade católica da ilha e de programas de angariação de fundos organizados pela paróquia como é o caso do evento “Tenda de Santa Cruz – apoiando causas justas” a ser realizado nos dias 3, 4 e 5 de Maio.

 

A ideia nasce da necessidade de revalorização do edifício, tratando-se de um dos símbolos patrimoniais da cidade, construído no século XIX, como forma de se preservar a memória histórica desse edifício. Unindo o útil ao agradável, também servirá como “cartão de visita” para a cidade, pois, como diz um dos representantes da comissão central de angariação de fundos da paróquia, Hernani Moreira, a intervenção de arte sacra constitui um ponto alto em termos de estética e de atractivo turístico na ilha.

“A Igreja vai ter uma intervenção de uma empresa especializada em arte sacra de Braga” que ficará também encarregue de restaurar a tela de Nossa Senhora da Luz. Para além disso, o altar-mor vai ser todo pintado com tinta especial e tinta de ouro”, explica Moreira, adiantando ainda que, após essa fase, a Paróquia receberá mais duas intervenções com o projecto de iluminação com base em energias renováveis que servirá para “valorizar ainda mais a arte sacra que irá ser implementada” e também com o projecto de som a ser instalado na Igreja.

“O monumento histórico da cidade vai agora ter uma intervenção que lhe vai conferir maior dignidade. Aqui em Cabo Verde não estamos habituados às Igrejas com intervenções de arte sacra, mas lá fora há muito disso. Até os turistas entram dentro das Igrejas para verem a arte sacra. Às vezes, nem sequer é tanto pelo culto religioso que se entra na Igreja, mas pelo interesse em admirar este tipo de intervenção”, esclarece Moreira, que enaltece a necessidade de se preservar os monumentos históricos da cidade.

 

Apoiando causas justas”

O programa de angariação de fundos que começou há cerca de dois meses com a apresentação do projecto de restauração da Igreja vai, esta semana, dar início a um novo plano de actividades centrado na promoção de eventos culturais.

A “Tenda de Santa Cruz – Apoiando Causas Justas” que decorrerá nos dias 3, 4 e 5 de Maio, à frente da Gare Marítima vai contar com um leque vasto de actividades entre as quais espectáculos de dança, desfile com trajes de senhoras em homenagem às mães e venda de produtos que depois reverterão, em parte, para o projecto de remodelação.

A primeira fase do projecto de reforma, orçado em 15 mil contos, ficou concluída ainda em 2012, com a ampliação da parte traseira do edifício e com obras de remodelação no interior. “Com o alargamento da comunidade católica no Mindelo, sentiu-se a necessidade de se criarem salas para que se pudessem fazer reuniões e aulas de catequese, por isso, procedeu-se ao alargamento do espaço da parte traseira da Igreja”, esclarece Moreira.

Refira-se, no entanto, que na sequência destas obras de expansão, a historiadora Marina Ramos, manifestou, em entrevista ao jornal “A Semana”, a sua insatisfação no que respeita à qualidade das intervenções feitas que, contrariamente à valorização desse monumento, veio “adulterar o traçado do edifício, corrompendo o simbolismo artístico desse património”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.