Homem morre ao engolir um peixe vivo

30/04/2013 00:42 - Modificado em 30/04/2013 01:38

Baia_das_GatasO NN apurou que um homem morreu asfixiado ao engolir um peixe vivo na localidade de Norte de Baía, ilha de São Vicente. A vítima estava a pescar e quando tentou retirar o peixe do anzol com os dentes, o peixe entrou-lhe vivo para a garganta.

 

O caso aconteceu na tarde de sábado, por volta das 16 horas e terminou em tragédia para a família de José Rodrigues, conhecido por “Djô d Fonte Inês”. Segundo o que apurámos, o cidadão que trabalhava como taxista deslocou-se para a zona de Norte de Baía para pescar, mas acabou por conhecer a morte durante uma tentativa de retirar um peixe vivo do anzol.

De acordo com as autoridades “a vítima apanhou um peixe pequeno e, como é hábito de muitas pessoas que se dedicam à pesca, retiram os peixes dessa envergadura do anzol com o auxílio dos dentes. E no caso de José Rodrigues, ele apanhou um peixe de couro escorregadio que acabou por lhe entrar na boca e escoar para a garganta”, sublinham as autoridades.

O alerta do acidente foi dado aos Bombeiros Municipais que se deslocaram de imediato ao local para prestar assistência ao homem que ficou com o peixe entalado na garganta. José Rodrigues foi transportado para o Hospital Baptista de Sousa para receber cuidados médicos. Mas apesar das tentativas para extrair o peixe, a vítima não resistiu às lesões na garganta e acabou por morrer asfixiada.

  1. Neves

    Sem querer incinuar nada, mas casos de objectos (ou comida) entalados na garganta, está ao alcance dos primeiros socorros, neste caso os bombeiros que lhe acudiram ainda vivo. Programas televisivos alemães mostram essas técnicas constantemente na nossa TCV. Foi pena e um caso triste os bombeiros não teren conseguido salvar o homem. Resta desejar ao homem um descanço eterno e à sua familia as mais sentidas condolências.

  2. Luís Fonseca

    O jornalista devia informar-se junto de um médico ou de um bombeiro o que fazer perante essas situções insólitas, mas que podem acontecer, e mais, um parágrafozinho não ocuparia muito espaço. Que eu saiba perante situções parecidas, deve-se… dar de comer à vítima pedaços de comida com alguma solidez, nomeadamente, batatas, pão, etc. Possivelmente o peixe do exófago chegaria ao estômago, e na presença de ácidos e falta de oxigénio disslovido o peixe acabaria por morrer, dando espaço de manobras suficiente para os médicos realizarem a extração do corpo estranho via cirurgia. Também raras vezes acontece, mas ninguém está livre, uma situação em que as nossas vias respiratórias de repente ficam entupidas ou obstruídas por restos de comida, alguém presente deve abraçar a vítima pelas costas com os dois braços e dar umas fortes sacudidelas até o resto de comida se libertar, mas tem que ser de imediato, a pessoa no espaço de tempo de 3 a 5mn morre asfixiada. Uma vez assistí uma coisa assim, e resultou, os bombeiros não chegariam à tempode salvar a pessoa. Aquilo deve ter durado 1mn, mas o sortudo disse que aquilo parecia uma eternidade.Ver mais

  3. Luís Fonseca

    Para casos de obstrução de vias de vias respiratótrias por restos de comida, os apertos de quem auxilia deve incidir sobre a base to peito ou tórax…

  4. Repa de BOMBEIROS

    O problema é que os Sãovicentinos ja acosturam-se com os bombeiros, e isso as vezes dá no que dá. Se homem tivesse sido tranportado logo para o hospital, talvez poderia escapar. Se os bombeiros levaram 15 minutos a chegarem na Baía e outros 15 para regressar ao hospital, um carro que está ali disponível poderia ter feito apenas 15 minutos, Os bombeiros são úteis, nos caso em que há lesões no corpo . Aqui não é uma grande cidade onde que em cada esquina aparece um bombeiro de imediato.

  5. sn

    gente, voces precisam ver 1000 formas de morrer, no odisseia…

  6. Nelson Correia

    Caro comentadores,
    Embora esteja em Portugal, não páro de ler as noticias diarias de CV. Como trabalhei e dei formação aos Bbombeiros de São Vicente, gostava de esclarecer/ilucidar o seguinte:

    1.º Os bombeiros de São Vicente tem o conhecimento técnico e cientifico para actuar em situações de obtrução da via aérea por corpo estranho (OVACE), alem disso sabem as manobra de Hemlish . No entanto lembro que o corpo estranho neste caso era um peixe, logo essa manobra não deve ser utilizada.

  7. Nelson Correia

    Caro comentadores,
    Embora esteja em Portugal, não páro de ler as noticias diarias de CV. Como trabalhei e dei formação aos Bbombeiros de São Vicente, gostava de esclarecer/ilucidar o seguinte:

    2.º Qualquer acidente seja ele de que natureza for deverá sempre ser chamado os bombeiros e se no locar houver alguem com formação em SBV sim este deverá prestar socorro até à chegada dos bombeiros.
    Por vezes restituir a vida alguem é dificil, as condiçoes tecnicas dos bombeiros por vezes são poucas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.