Ninjas fazem dois anos: Dos novos moldes de actuação para combater a criminalidade a mulher-ninja

26/04/2013 00:44 - Modificado em 26/04/2013 00:44

OLYMPUS DIGITAL CAMERAHá dois anos nascia em São Vicente um núcleo do Comando da Polícia Nacional para combater a criminalidade. É que a ilha precisava há muito tempo de uma Brigada Anti Crime para combater a violência, as guerras entre gangs e os assaltos.

Os mindelenses pediam com urgência a criação da Brigada Anti-Crime (BAC) em São Vicente devido a onda de criminalidade que assolava a ilha. O Comando da PN ouviu o chamamento da população e decidiu criar um núcleo com agentes da PN que funciona nos moldes da Brigada Anti Crime (BAC), mas nos bairros de São Vicente foram baptizados de” Ninjas”.

A aposta foi válida porque dois anos após a criação da BAC, já se colhem os frutos. E temos uma população com um sentimento de que algo mudou: São Vicente está mais seguro. Hoje a paz e a segurança parece ter voltado as ruas e aos bairros da ilha de São Vicente.

Moldes de actuação

A primeira actuação do Núcleo da PN aconteceu no dia 25 de Abril 2011. Nesse dia, o NN presenciou uma operação de agentes da PN no largo da Escola Jorge Barbosa. Os indivíduos vestidos de preto, com gorros na cara, bastão nas costas saíram do carro da BIC (Brigada de Investigação Criminal).

Mas não se tratava de investigação, mas sim uma operação de um núcleo de intervenções rápidas da PN. E assim a partir desse dia esse grupo passou a patrulhar os bairros de São Vicente, onde foram baptizados de “ninjas”.

Segundo o que apurámos, o plano está a surtir efeitos, pelo que vários indivíduos já foram detidos e apresentados a tribunal para a aplicação de medidas cautelares, foram recuperados diversos objectos provenientes de práticas ilícitas, e apreendido armas e estupefacientes.

E com o passar dos meses, o Comando da BAC foi apresentando algumas inovações no plano de acção e nos moldes de actuação: Hoje a BAC actua em dois períodos para garantir a segurança dos cidadãos., possuiu um cão para combater o tráfico de estupefacientes, e passou a operar com uma mulher-ninja para revistar as mulheres.

Balanço

O fenómeno caçubody assolou a vida de alguns são vicentinos que viram-se obrigados a refugiarem-se nas suas residências. Mas agora em São Vicente as pessoas respiraram de alívio, já que a noite é visível ver pessoas circulando em áreas, que eram referenciados como áreas de caçubody.

Segundo alguns cidadãos “o medo de cair nas mãos dos “ninjas” fez com que alguns caçubodistas apaziguassem os seus delitos. E ainda detiveram em flagrante delito indivíduos referenciados pela prática do caçubody e que hoje estão na prisão por constituir um perigo para a sociedade”.

Parece que aos poucos os mindelenses estão a perder o medo de andar a noite. A presença constante dos “ninjas” nas áreas que eram o paraíso dos assaltantes retirou os larápios desses locais. É bom encontrar policiais e não ladrões nas ruas.

  1. joao Pina

    De parabéns estão estes rapazes e ao Comando da Polícia local. Espero que que continuam na mesma linha de actuação não dando tréguas aos bandidos. Nunca esquecem,porém ,de agir sempre na defesa dos cidadãos e em consonancia com a lei.
    Força!!!!!!

  2. ouvinte_s.vicente

    PArabens aos NINJAS. e bom sucesso na vida de todos os que passaram por essa vida dificil na vida da policia nacional.
    Muitas felicidades e longos anos de vida porque s.vicente te “sabim”, s.vicente está “tranquilo”, s.vicente está “calmo” graças a voces.
    Espero que continuem com esse trabalho de dia e de noite e que o governo deve arranjar dinheiro para vos pagar.

    atenção: passem uma revista à noite nas zonas chamadas as mais criticas de s.vicente porque ainda há alguns que preciscam de voces

  3. MAYKA

    FORCA OS NIJAS ESTOU FORA DO PAÍS MAS ESTOU CONTENTE COM O VOSSO TRABALHO E EU GOSTARIA DE FAZER PARTE DA VOSSA EQUIPA ESTOU COM VOZES QUEM NÃO GOSTA DA POLICIA É BANDIDO. QUEREMOS UM CABO VERDE MELHOR.

  4. DeMindel

    Os Ninjas merecem todo o carinho da população de São Vicente. São rápidos e eficientes, mas precisam de mais meios e equipamentos para continuarem nesta luta sem tréguas contra a banditagem. Espero que um tinha tenham todas as condições de trabalho, salário e subsidio de risco digno, e quem sabe, autorização para matar a bandidagem (isso mesmo, matar esse lixo social), pois, bandido bom é bandido morto e entrerrado na vertical para não ocupar espaço. Força

  5. Carnaval 1

    Quando a BAC iniciou as suas atividades, meses depois estava na boca dos crioulos de São Vicente, em todas as ilhas e na diasparas. Entretaanto dentro da Polícia Nacional houve pessoas com alta responsabilidade que torceu o naris e fez comentarios desabonatorios ao bom trabalho apresentado dizendo inclusive que a BAC era o CARNAVAL do Comandante Regional e do Oficial que esta a frente desta Brigada e teve a iniciativa de conseber o projecto da sua criação e emplementação. (cont…)

  6. Carnaval 2

    Porém, dois anos de actividades, são muitas as provas que o CARNAVAL tinha tudo para dar certo (talvés porquê S. Vicente é terra de carnaval). A imagem da Polícia Nacional mudou pela positiva e foi nomeado para 3 prémios do Gala Mindlo Prémios e ganhou 2. Controlou a criminalidade, sobretudo os fenómenos cassobody e gang. Aumentou o sentimento de segurança dos sãovicntinos e visitantes. A sua forma de trabalhar e de fardar foi até imitado na Capital (como o carnaval de São Vicente). (cont…)

  7. Carnaval 3

    Aumentou o autoestima não só dos seus elementos como também todos do Comand
    o de S. Vicente. o Sucesso do Comando (graças ao trabalho de todas as unidade mas sobretudo da BAC) foi reconhecido pelo PM, pela MAI, pelas autoridades politicas e judiciárias e sobretudo pelo povo de São Vicente que votaram em massa na BAC. Curioso que a Piquete de SV com 7 meses de sucesso recebeu louvores mas a BAC at+e agora nada. A BAC foi nomeada para Gala Mundlo Premio outra vez sem ser reconhecido interamente.

  8. soncente ê sabe

    BAC – uma das poucas coisas que vale a pena tirar o chapeu neste país. Gostaria de poder cumprimentar-vos pessoalmente e transmitir-vos encorajamento mas não sei se e permitido abordar-vos durante a vossa ronda. Merecem cada centavo que recebem do herario publico, no fim do mes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.