VBG: Mulher obriga companheiro a dormir no terraço na companhia de um porco durante um ano

24/04/2013 00:32 - Modificado em 24/04/2013 00:32

martelo juizAs vítimas de VBG continuam a quebrar o silêncio e foi o caso de um cidadão que reside na zona da Ribeirinha e que decidiu apresentar queixa contra a companheira. É que a mulher colocou o homem a dormir durante um ano por baixo de um depósito de água no terraço. Provados os factos, o Tribunal ordenou que a vítima fosse reintegrada num dos aposentos da habitação.

O Tribunal da Comarca de São Vicente está a realizar uma audiência de julgamento de um processo-crime que acusa uma mulher de 56 anos pela prática de um crime de Violência Baseada no Género. A denúncia deste caso foi feita pela vítima, companheiro da arguida, que sofria de violência psicológica e patrimonial.

De acordo com a acusação, a arguida com a conivência dos filhos, enteados do ofendido, impedia que a vítima partilhasse a mesma habitação que pertence ao casal. O homem foi colocado a viver no terraço, com os seus pertences e compartilhava o mesmo espaço com um porco.

Questionado pelo Tribunal sobre os factos, o ofendido revelou que a arguida lhe retirou o direito de dormir no interior da sua residência e que há um ano que dormia por baixo de um tanque no terraço. Comprovada esta situação, o juiz ordenou que fosse entregue um compartimento da casa à vítima.

A ordem judicial foi cumprida pela Polícia Nacional que se deslocou ao local no sentido de permitir ao homem de colocar os pertences num dos aposentos da casa. Mas este online sabe que a vítima alegou não haver condições para viver nessa habitação e que o casal deu entrada no Juízo Cível a um pedido de divórcio, mas que ainda não foi resolvido.

Quanto ao julgamento da arguida vai prosseguir no dia 2 de Maio com a audição de testemunhas arroladas ao processo, para que o Tribunal possa apresentar a sua decisão final sobre o caso.

  1. noVBG

    Se ele fosse um homem violento, enchia essa maldita de porrada. Depois dizem que mulher é que sofre nas mãos do homem

  2. A mulher é cruela, mta má, ela tem muita sorte pq o homem é mto manso, porquê esperou tanto tempo ô meu DEUS, é um tótó mesmo. isso não se faz, homens que merecem não encontra mulher daquele calibre. Divorcio urgente e indemnização por danos morais e pra ele morar bem longe daquela cruela senão sairá morte e a carne feito espetada. rsrsrsrsr
    tenha vergonha e seja homem com “H”. Palavra d´onra.

  3. Fernando Fortes

    Deve-se cumprir a lei.A senhora deve ser afastada da casa,pois não garantias para a segurança do cidadão em causa.Ela voltar a cometer um crime de natureza psicológico sobre esse pobre diabo.Quem comete esse tipo de crime deve ser afasatado da casa é o que a lei diz.Cumpra-se!

  4. Vzinhança

    Na Escola Salesiana tem um professora MCMV ktá batê na sê marid Kê deficiente diante diante d’cê filha.Nô tava uvi só grit dakel dmona ta injuriá quel coitód.dia sim dia sim. Ela pol korn ma um professor al fazê 2 abort ainda ela ta dá aula num Escola Católica. Felizmente is separá e agora is ta na tribunal da discuti guarda de fidje Quel doida ka merecê fká quel mnin. Koitód dkel mnin era tud ta tchorá el passá mal. Nó senti alívio kont nô oiá quel psicopata tá mudá. Hoje vizinhança ta trankil

  5. Vzim

    Um conchê um professora ktá batê na sê marid Kê deficiente diante d’cê filha.Nô tava uvi só grit dakel senhora ta injuriá quel coitód.dia sim dia sim. ela fazê 2 abort ainda ela ta dá aula num Escola Católica. Felizmente is separá e agora is ta na tribunal da discuti guarda de fidje ela ka merecê fká quel mnin. Koitód dkel mnin era tud ta tchorá el passá mal. Nó senti alívio kont nô oiá quel tá mudá. Hoje vizinhança ta trankil

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.