Empresa de lavagem de carros ajuda mulheres a driblarem o desemprego

19/04/2013 01:40 - Modificado em 19/04/2013 01:40

mulher lava carro 2Uma empresa de lavagem de carros abre as portas no Mindelo e a equipa é formada, sobretudo, por mulheres. Uma ideia que nasceu em paralelo entre dois jovens empreendedores, mas que acabaram por se fundir. Hoje, já com o projecto a funcionar, pretendem expandir a rede, abraçando novas franjas sociais com a criação de novos postos de trabalho para os lavadores de carros da ilha.

 

Um novo cenário pode ser vislumbrado pelas ruas da cidade do Mindelo, quando se depara com mulheres devidamente equipadas a desempenhar uma função desde há muito liderada por homens em Cabo Verde. Uma ideia “inovadora” para a realidade mindelense mas que se concretiza, sobretudo, numa “oportunidade para nós mulheres, tendo em conta os níveis de desemprego registados na ilha”, afirma Keila Santos, uma das funcionárias que salienta a questão da integração das mulheres. “É uma profissão digna que veio trazer uma lufada de ar fresco para as mulheres, porque ao mesmo tempo que trabalhamos, podemos mostrar que somos dignas de desempenhar as mesmas funções que os homens”, explica.

“Não há emprego em São Vicente, portanto, acho que é um trabalho digno e que pode ajudar-nos a sustentar as nossas famílias”, sublinha Cátia Sofia que entrou para a empresa após vários meses no desemprego.

 

A empresa emprega, até este momento, 4 mulheres e dois homens que, todos os dias, saem às ruas para prestar o serviço de lavagem de carros. Para além desta equipa, ainda existe o pessoal do escritório, perfazendo, ao todo, nove novos postos de trabalho. “Achamos que seria uma boa ideia trazer mulheres para trabalhar connosco, como forma de ajudá-las na própria integração social, para além de proporcionar uma oportunidade de emprego para as mesmas”, explica um dos mentores do projecto, Lucas Pachito.

 

Um exemplo de empreendedorismo

 

A ideia da empresa surgiu a dois jovens desconhecidos que na mesma altura lançaram-se no ramo em busca de novas oportunidades de negócios. “Abri a minha empresa (Manual Lavauto) no início de Abril. Posteriormente, descobri que existia uma outra empresa (Golfino), criada por Susano Rocha, que prestava o mesmo serviço e resolvemos unirmo-nos e fundir as duas empresas, explica Lucas Pachito, um dos empresários e donos do projecto, que para além de prestar serviço de lavagem de carros, também faz manutenção de taxímetros e limpeza de sofás.

Pachito conta que, antes da materialização do projecto estava desempregado e que foi esta a principal razão que o motivou a montar o negócio. “Prestava serviços a empresas privadas mas, depois, as coisas começaram a ficar complicadas. Há muito que tinha esta ideia de construir uma empresa de lavagem de carros. A partir dessa situação, resolvi criar o negócio”, afirma Pachito, electricista de profissão.

Até este momento, “já conseguimos lavar cerca de 13 carros num dia, mas o objectivo é lavar 20 a 25 carros por dia”, conta Pachito adiantando a intenção de, futuramente, expandir o negócio “e trazer os rapazes que lavam carros nas ruas para dentro da empresa. O objectivo é construir uma grande estação em parceria com a Câmara Municipal de São Vicente, de forma a abrigarmos essas pessoas e evitar que elas continuem nas ruas”, sublinha.

  1. ouvinte_s.vicente

    Boa iniciativa principalmente para as jovens mulheres desempregadas. mAs a primeira coisa a fazer é segurá-las porque nao vao escravizá-las para nao terem um futuro ou quando tiverem idade para irem para casa com uma mao a frente e outra pra trás. Com um seguro para todos os risco já terão uma reforma garantida

  2. Grande iniciativa, boa imaginação. Estes Jovens são criativos
    Benvindo esta empresa. Eu quero ver mais jovens fazendo imaginação deste tipo em outras áreas de negócio, penso que há muitas para explorar e prá frente rapazes, força e
    coragem.

  3. Mindelense

    Gostei da ideia…Muito boa a iniciativa…Para frente rapazes driblem a crise e o desemprego. Força!!!!!!!!!!!!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.