Uma ratoeira que causa calafrios às pessoas

11/04/2013 00:04 - Modificado em 11/04/2013 00:00

Estrada Sao PedroO perigo continua à espreita dos cidadãos que circulam na estrada que vai da cidade a São Pedro. É que essa via rápida, para além da movimentação constante de veículos, ganhou um movimento suplementar: pessoas a fazerem o percurso a pé e outras que a adoptaram como espaço de “footing”. O certo é que por alguma razão, essa via ganhou o nome de “estrada da morte”.

 

A estrada Cidade/São Pedro, na ilha de São Vicente, está manchada de sangue devido aos atropelamentos que ceifam a vida de pessoas que circulam nessa via. As mortes nessa estrada continuam a fazer parte das estatísticas, sem que as autoridades tomem providências para evitar que outras vidas sejam ceifadas na estrada Cidade/São Pedro.

Movimento

A estrada ganhou um movimento suplementar de pessoas que se deslocam à zona da Galé ou para a localidade do Lazareto. Há quem respeite as regras de trânsito fazendo o percurso pela berma da estrada, mas também há quem prefira circular na via, uma situação que provoca um desafio ao acidente.

Por outro lado, muitos mindelenses teimam em usar a estrada para fazer “footing”, quando existem espaços apropriados para essa prática. A velocidade dos carros nos dois sentidos e as pessoas a caminharem ou a correrem nos dois sentidos provoca calafrios a quem assiste. E causa estranheza que as autoridades fechem os olhos a essa situação. Na verdade, há muito tempo que esse local deixou de ser um lugar agradável e seguro para uma caminhada ou corrida e, por alguma razão, ganhou o nome de “estrada da morte”.

Negligência

Mas o certo é que a insegurança na condução rodoviária define o panorama de acidentes na estrada Cidade/São Pedro: velocidade excessiva e manobras perigosas. De realçar que essa via apresenta histórias de acidentes provocados pela negligência de condutores e que nem as próprias vítimas conseguem entender. E ainda casos de atropelamentos mortais que provocam sofrimentos, lágrimas e traumas no seio de famílias.

Educação

Este online sabe que há cidadãos a defender a racionalização dos peões e dos condutores para evitar tragédias nessa via. Para algumas pessoas, “o primeiro passo seria a educação rodoviária nas escolas e campanhas de sensibilização aos peões e aos condutores para passarem a moderar a velocidade”.

  1. Pedestre/Condutor

    Acidentes fatais continuarão. Via rápida/ fora de localidade tem que ter protecção lateral e é proibido circulação/permanencia de pessoas e animais. Vejamos: O condutor é fiscalizado e advertido a todo o instante, certo?Fonte Rendimento.10% .Estrada que vai da Pça. Estrela/São Pedro: Cruzamento Shell Campinho; Entroncamento Ent. Sita e Stand Moderno;Ent. Lazareto, as Pessoas permanecem nesses locais, praticamente dentro da via, não há nenhuma autoridade que faz qualquer tipo advertência.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.