Margaret Thatcher será homenageada em cerimônia fúnebre na catedral St. Paul

9/04/2013 01:19 - Modificado em 9/04/2013 01:19
| Comentários fechados em Margaret Thatcher será homenageada em cerimônia fúnebre na catedral St. Paul

Margaret ThatcherA ex primeira-ministra Margaret Thatcher, que morreu nesta segunda-feira (08) aos 87 anos, será homenageada com honras militares em uma cerimônia fúnebre organizada na catedral St. Paul, dentro de dez dias, segundo seu porta-voz, Tim Bell. Diversos líderes em todo o mundo reagiram à morte da Dama de Ferro, a única premiê mulher da história da Grã-Bretanha.

Depois da cerimonia, que não será um funeral nacional, contrariamente à vontade da família, o corpo de Thatcher será incinerado. Hoje o porta-voz da ex primeira-ministra também revelou que ela morreu no hotel Ritz, em Londres. Margaret Tatcher foi vítima de um acidente vascular cerebral, e sofria há anos do Mal de Alzheimer.

 

A cerimônia será transmitida pela TV e a população poderá assistir na rua à procissão entre a capela de Westminter, sede do Parlamento, e a catedral. As forças armadas participarão do enterro. No dia do funeral, o caixão será transportado até a igreja Saint Clément Danes, no centro de Londres, antes do cortejo público. A família pediu que a população não envie flores. O último funeral com honras militares aconteceu em 1997, no enterro da princesa Diana, e em 2002, quando morreu a rainha Elizabeth.

 

Líderes do mundo todo reagem à morte da Dama de Ferro

 

O anúncio da morte da Dama de Ferro, nesta segunda-feira, suscitou diversas reações no Reino Unido e em todo o mundo. Para o primeiro-minsitro David Cameron, o país perde ‘’uma grande dirigente, chefe de governo e uma iminente britânica.’’ A rainha Elizabeth 2 também se disse ‘triste’ e enviou uma mensagem de condolências para a família. O ex-premiê Tony Blair, do partido Trabalhista, estimou que ‘’poucos dirigentes conseguiram mudar não somente a paisagem política de seu país, mas de todo o mundo.”

 

O presidente Barack Obama também se manifestou, dizendo que a América perdeu uma “de suas maiores advogadas da liberdade e uma verdadeira amiga.” Para o chefe de estado francês François Hollande, o mundo perde uma ‘’grande personalidade.’’ O ex-chanceler alemão Helmut Kohl também lembrou “o amor pela pela libertade” e a “franqueza” de Thatcher. “Apesar de nossas diferentes concepções sobre diversos assuntos, sempre houve um respeito mútuo”, declarou.

 

Para o ex-presidente Bill Clinton, Thatcher foi “uma mulher emblemática, uma líder sem medo, e uma grande amiga dos Estados Unidos.’’ O premiê Jean-Marc Ayrault também se pronunciou sobre a morte de Thatcher, dizendo que ela foi uma ‘’grande representante da política.’’ Para a chanceler Angela Merkel, a Dama de Ferro marcou a Grã-Bretanha moderna, e “foi uma líder extraordinária de sua época.”

 

Para o presidente israelense Shimon Peres, “Thatcher apoiou o país em períodos de crise e utilizou sua influência para a paz.” O presidente sul-africano Jacob Zuma, o premiê espanhol Mariano Rajoy e o secretário-geral da ONU também enviaram mensagens lembrando do protagonismo político de Thatcher. O Papa Francisco também enviou suas condolências, lembrando que a ex primeira-ministra ”favoreceu a liberdade na família das nações.”

 

 

 

rfi.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.