JB “ comeu” Molière e trouxe de Paris uma Escola de Mulheres mindelense q.b

25/03/2013 09:05 - Modificado em 25/03/2013 17:59
| Comentários fechados em JB “ comeu” Molière e trouxe de Paris uma Escola de Mulheres mindelense q.b

O Grupo do Centro Cultural Português do Mindelo apresentou durante o fim-de-semana a peça “Escola das Mulheres”, adaptação do texto original de Molière. Com casa cheia durante todos os dias, o grupo aproveitou a comemoração do mês da para apresentar uma comedia que “cobre de ridículo uma certa forma machista de ser, infelizmente, tão enraizada no social crioulo”, segundo João Branco. O texto traz à tona “o que se esconde debaixo do tapete”, como o romance, a traição misturada com a vontade de ser livre. Mas acima de tudo o espectáculo é uma diversão e sendo uma obra internacional JB consegue mais uma vez a crioulização cénica . Em Escola de Mulheres JB e a sua trupe conseguem mais uma vez mostrar a “ capacidade de Mindelo na assimilação de influências externas” e também de mostrar o que se “esconde debaixo do tapete”. E em matéria de traição ; melhor dizendo de : “po corne de todo o tipo e feitio “ a ideia de chamar Molière para por tudo em pratos limpos resultou na perfeição.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.