Cabo Verde marca três golos a Guiné Equatorial, mas diz adeus ao Mundial 2014

25/03/2013 01:14 - Modificado em 25/03/2013 01:14

cabo verde5Os Tubarões Azuis somaram a terceira derrota consecutiva nos jogos de qualificação para o Mundial 2014, no Brasil. Depois de perder com a Serra Leoa e com a Tunísia, a selecção nacional perdeu com a Guiné Equatorial por 4-3. O sonho dos Tubarões Azuis para chegarem pela primeira vez a um Mundial faz parte da história.

 

O Estádio Nuevo de Malabo acolheu o jogo entre a Guiné Equatorial e Cabo Verde referente aos jogos de qualificação para o Mundial 2014, no Brasil. A selecção nacional perdeu com a Guiné por 4-3 num jogo marcado por uma arbitragem polémica do árbitro Mahamadou Keita.

 

Emoção

Quanto à história do jogo, a Guiné Equatorial entrou melhor e aos três minutos, Nsue Lopéz que viria a ser a figura do encontro, abriu o activo. O jogador que actua no Maiorca de Espanha e que chegou para reforçar a selecção equatoriana fazia o 1-0.

Mas a resposta dos Tubarões Azuis não tardou a chegar e, aos 5´, o avançado Djaniny restabeleceu o empate. O jogo estava com boa qualidade e com lances de parte a parte, até que aos 17´, o árbitro Mahamadou Keita decidiu marcar uma grande penalidade que pareceu deixar algumas dúvidas.

Chamado a marcar dos 11 m para converter o penálti, Nsue não estremeceu e bateu o guarda-redes Vozinha. Porém, os adeptos da casa não tiveram tempo para festejar a vantagem porque volvidos dois minutos, Platiny colocou o resultado em 2-2.

 

Reviravolta

O jogo foi para o intervalo com Cabo Verde a dar sinal mais e, no início da segunda parte, poderia ter desfeito o empate. Mas o certo é que Nsue estava num dia inspirado e na passagem do 76´ fez o 3-2 e carimbou a sua participação em campo com um hat-trick.

Djaniny foi a tempo de bisar na partida e, aos 85´, voltou a restabelecer o empate que seria desfeito pelo jogador da Guiné, Rincon três minutos depois. Rincon fez o 4-3 num lance onde o auxiliar assinalou fora-de-jogo, mas o árbitro contrariou a sua decisão e assinalou golo. E a história do resultado permaneceu até ao apito final e, assim, os Tubarões Azuis dizem adeus ao sonho de marcarem presença no Mundial 2014 a ser realizado no Brasil.

Em relação ao desenrolar do jogo, no final, dirigentes e jogadores de Cabo Verde criticaram a prestação do árbitro Mahamadou Keita e consideram que este teve culpa no resultado final. De realçar que os Tubarões Azuis contestaram um possível penálti sobre Platiny, o golo mal anulado a Djaniny, a penalidade a favor da Guiné e o golo marcado por Rincon.

 

Resultados

Finda a terceira jornada, eis a classificação do Grupo B, a Tunísia lidera com nove pontos depois de vencer a Serra Leoa por 2-1. A Serra Leoa e a Guiné Equatorial somam quatros pontos e Cabo Verde é quarto sem qualquer ponto.

  1. Neves

    Com a saída do Nando da selecção a nossa defesa se desmoronou de vez, acabando por sofrer 4 golos num só jogo! Imagina, a defesa que ha bem pouco tempo era precisamente o nosso sector forte, agora dá a cambalhota. Que tristeza, justo agora que o Djanniny está despertando para os golos!!! Tá certo que o arbitro prejudicou, mas não devemos enfiar os canhões só para a arbitragem, não fica bem! Contudo esta derrota é um mal menor, isto porque a Tunisia já ganhou o grupo ha muito tempo!

  2. Concordo 100% com Neves. Numa entrevista na rádio, o jornalista disse ao treinador Lucio Antunes que o Nando vai sair e deixa muita falta à Selecção, retorquindo o Treinador dizendo que não, porque há outros Jogadores que poderão Jogar nesta posição e que tem muitos bons jogadores.
    Poderão ser bons jogadores ou talvez melhores, mas o Nando tem as suas qualidades porque joga com garra, amor à camisola e sempre em cima dos lances. Uma coisa é certa o Nando deixou muita falta .

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.