Apesar da cedência da Reitoria os estudantes do ex-ISECMAR não estão satisfeitos

21/03/2013 00:23 - Modificado em 21/03/2013 00:37

ISECMAR-1O Conselho Directivo da Universidade de Cabo Verde decidiu reduzir a taxa de exames da segunda chamada de mil para 500 escudos. Além disso, os estudantes que estiverem com a propina regularizada até à data da inscrição nos exames ficam isentos de pagar esse valor. Mas esta deliberação não caiu no agrado dos estudantes do ex-Isecmar que parecem manter a sua luta pelas reivindicações que têm a ver com o funcionamento dessa instituição.

 Este online soube que os alunos do Departamento de Engenharias Ciências e Mar, ex-Isecmar, estiveram reunidos na quarta-feira, dia 20, para avaliar a decisão do Conselho Directivo da UNI-CV em manter a taxa de exames da segunda chamada e as declarações proferidas pelo Reitor, Paulino Fortes, acerca da manifestação dos universitários do Campus da Ribeira de Julião.

Contactados para esclarecimentos, os estudantes afirmaram que nesta quinta-feira irão apresentar a sua posição durante uma conferência de imprensa a ser realizada nas instalações do ex-Isecmar. Entre os assuntos a serem abordados, destaca-se o sistema de avaliação vigente na UNI-CV e a crítica do Reitor que considerou que os alunos fizeram um protesto “agressivo”.

Mas adiantam que “vamos mostrar a nossa posição de firmeza na luta por um sistema de educação e avaliação justa. Somos contra a injustiça, pelo que não estamos a contestar o facto de pagar 1000, 500 ou 10 escudos. Contestamos é a forma como é feito o sistema de avaliação”.

Por outro lado, os universitários sublinham que querem ter uma voz activa nas decisões da UNI-CV e salientam que a questão do diálogo também está na base das suas reivindicações “estamos a lutar pelo bom funcionamento da instituição e isso passa pela comunicação entre a Reitoria e os estudantes e entre o Conselho Directivo e os alunos para que não haja problemas”.

  1. Mario Dias

    Esse pessoal da reitoria deve tambem pedir explicaçoes no DCSH do caso em que licenciaturas de 6 anos estoa em vigor no curso de Estudos Franceses com a subida no trono de coordema(na)çoa de Laurence Garcia.

  2. juridico

    Parece que os problemas da educaçao começaram todos a vir para a tona. É UNICV é Liceu Augusto Pinto. Qual será o proximo. EICM, quem sabe………

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.