Roubo de carros: Líder do grupo em prisão preventiva

20/03/2013 00:06 - Modificado em 20/03/2013 00:06

roubo carrosO Tribunal de São Vicente teve mão pesada e mandou para a prisão um jovem de 19 anos que liderava um grupo que roubava carros na ilha de São Vicente. O indivíduo acompanhado de outros três jovens que ficaram em liberdade roubou uma viatura na zona do Madeiralzinho. De realçar que há 10 meses, dois dos intervenientes haviam roubado um carro e tiveram um acidente na zona de Salamansa. 

 

O 2º Juízo Crime da Comarca de São Vicente procedeu ao interrogatório de quatro indivíduos detidos pela Brigada Anti-Crime por crime de roubo. Os indivíduos que residem na zona de Fonte Felipe, roubaram uma viatura no Madeiralzinho e foram vistos pela BAC a circular na cidade do Mindelo.

Os indivíduos com idades compreendidas entre os 17 e os 19 anos, foram detidos pelos agentes da Brigada Anti-Crime e entregues às instâncias judiciais para a aplicação de uma medida de coacção. Findo o interrogatório, o maior peso da decisão do Tribunal recaiu sobre um jovem de 19 anos tido pelas autoridades criminais como o cabecilha do grupo.

O juiz aplicou-lhe a prisão preventiva, porque os factos descritos no auto de detenção e nas provas recolhidas pelo Tribunal não permitiam deixá-lo em liberdade. “Há indícios que revelam a reincidência em crimes desta natureza, porque respondem a uma investigação sobre roubos de outros veículos. Pelo que na companhia de outros jovens, aproveitava da sua experiência como mecânico para consumar o roubo de viaturas. No caso em concreto, foi quem se apropriou do veículo e que o conduzia quando foram interceptados pela polícia”.

 

Reincidência

De realçar que em Junho de 2012, este indivíduo e cinco jovens roubaram o veículo do Engenheiro da Electra, Rui Spencer e foram para a zona de Salamansa. Porém, embateram na varanda de uma casa deixando o carro danificado. Detidos pela polícia, foram presentes ao Tribunal que lhes aplicou TIR e apresentação periódica às autoridades.

Volvidos dez meses, o cabecilha do grupo e o jovem que embateu a viatura voltaram a actuar na cidade do Mindelo acompanhados de outros dois jovens que se afiguram como primários.

Segundo o que apurámos, estes dois indivíduos ficaram sob TIR e apresentação periódica na Esquadra de Fonte Inês e o reincidente esteve na iminência de ir para a prisão, porém, houve razões que estão em “segredo de justiça” que lhe permitiu ficar em liberdade, mas com a obrigação de se apresentar todos os dias às autoridades.

O processo-crime foi entregue ao Ministério Público para se apurarem os factos, mas este online soube que os jovens são suspeitos de prática de vários crimes de roubo de viaturas na ilha de São Vicente e que, nos próximos meses, parte dos intervenientes irão sentar-se no banco dos réus para responderem a uma acusação de roubo de veículos.

  1. MINDELENSE

    Como podem ver o TIR aplicado, é como se o crime compensa, continuam em liberdade e cometem crimes mais graves numa segunda oportunidade de liberdade. Na minha opinião esse tal de TIR deveria ser acompanhado de trabalhos sociais ou pesados, para além da apresentação diária nas esquadras, e ainda não poderiam se ausentar dos respetivos bairros ou mesmo da residência.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.