Milhares de palavras-chave do Twitter divulgadas por hackers

13/05/2012 11:04 - Modificado em 13/05/2012 11:04
| Comentários fechados em Milhares de palavras-chave do Twitter divulgadas por hackers

As notícias sobre a divulgação de 55 mil palavras-chave do Twitter, associadas a outros tantos nomes de utilizadores, são claramente exageradas. O ataque reivindicado como acção dos Anonymous foi denunciado pelos responsáveis da rede de microblogging como um embuste, uma vez que metade das passwords são repetidas e muitas delas pertencem a contas de spam.

Ainda assim, a empresa diz estar a investigar. “Estamos neste momento a estudar a situação. Entretanto, enviámos novas palavras-chave para as contas que poderão ter sido afectadas. Quem estiver preocupado com a possibilidade de a sua ter sido comprometida, sugerimos uma mudança de password e uma visita ao nosso Centro de Ajuda”, afirmou Carolyn Penner, uma porta-voz do Twitter, citada pelo The New York Times. O PÚBLICO experimentou 30 passwords, escolhidas aleatoriamente das 55 mil publicadas, e nenhuma delas funciona.

O ataque àquela rede foi divulgado na terça-feira, através do Air Demon, que reúne informação e notícias sobre a comunidade hacker. “Este hack é um aviso aos outros milhões de utilizadores do Twitter, que podem ser hackeados a qualquer momento”, lia-se nessepost. “É inacreditável que o Twitter não esteja a tomar as medidas necessárias para proteger a informação dos seus utilizadores”, justificava.

Ou seja, os próprios hackers qualificam esta acção como um “alerta”, para obrigar o Twitter a reforçar as medidas de segurança. “Tudo o que precisam de fazer é acrescentar um mecanismo de verificação da robustez das palavras-passe no registo, ou quando se mudam as palavras-chave. E ajudar os utilizadores a criar palavras-passe fortes. Isso pode poupar aos utilizadores muita frustração.”

Uma das razões pelas quais soaram os sinais de alarme foi o facto de os hackers dizerem que, entre as 55 mil contas violadas, estavam as de algumas celebridades. Robert Weeks, porta-voz da empresa, disse no entanto à CNN que, à primeira, os técnicos do Twitter encontraram nos cinco ficheiros divulgados no Pastebin “mais de 20 mil palavras-passe duplicadas, muitas contas de spam que já foram suspensas e muitos dados de acesso que não têm relação” – o mesmo é dizer que as palavras-passe não correspondem às contas a que são associadas nos documentos publicados pelos hackers.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.