Vendedeiras ambulantes: Tiradas das ruas e colocadas na Praça Estrela

18/03/2013 00:37 - Modificado em 18/03/2013 00:37

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Câmara Municipal de São Vicente (CMSV) tem vindo a elaborar juntamente com a Polícia Nacional, uma campanha para que as vendedeiras ambulantes possam usar os espaços existentes e deixar de vender nas ruas. A perspectiva desta iniciativa é a de pôr cobro à ocupação indevida dos passeios nas principais artérias da cidade. Como explica o Vereador Rodrigo Rendall “está aberta a criar espaços para as vendedeiras realizarem as suas vendas, mas fazendo-o sem colocar em causa a saúde pública”.

As vendedeiras de verduras foram colocadas na Praça Estrela de forma provisória. As vendedeiras de peixe foram incentivadas a ocuparem o Mercado de Peixe para trabalharem. “A primeira acção foi do ponto de vista pedagógico com anúncios nas rádios sobre a intervenção que a CMSV iria fazer”, diz o Vereador. E o vereador garante que a CMSV vai continuar com este programa no “sentido de sensibilizar as pessoas e as vendedeiras a terem a atitude” de ocupar os espaços designados pela CMSV. Para que a medida possa ter eficácia e evitar atritos com as pessoas que vendem, os fiscais estarão nos locais onde se faziam as vendas ambulantes por volta das sete horas, para encaminharem as pessoas para os locais designados.

Praça Estrela: em paz com os fiscais mas o problema é o sol

Os vendedores não estão totalmente satisfeitos com a recolocação na Praça Estrela. Segundo estes, a venda nos locais anteriores era muito melhor que na Praça Estrela. A Vanda diz que vendia em frente a um minimercado na Avenida 12 de Setembro e que o volume de vendas não se compara. É que o volume de vendas neste tempo não parece nada animador. Dona Bia também partilha da opinião que o local não ajuda nas venda.

Mas preferem ficar neste local do que terem problemas com os fiscais. “Não dá para encarar os fiscais porque tomam as nossas vendas”, diz Nilton Barros. A São também está a seguir as regras para não perder os seus produtos a favor dos fiscais. Ela, tal como os que se encontram na Praça Estrela, prefere manter os produtos do que perdê-los e ter a certeza de que não vai conseguir o seu lucro.

As reclamações das vendedeiras focalizam-se, sobretudo, no facto do lugar não estar preparado para recebê-las. E que estão expostas ao sol tal como os seus produtos. Para aliviar o sol improvisaram sombras para se protegerem. A Alexandra é clara ao dizer que “sol e banana não combinam”. A São também reclama dos produtos que não ficam com bom aspecto com a exposição ao sol.

Mas a informação recebida é que a situação será resolvida e espero que seja solucionada em breve.

 

 

 

  1. Ivan Gomes

    Polícia de Intervenção congratulamos com o vosso excelente brio profissional durante o desempenho da vossa missão e pelo excelente trabalho que vem fazendo, mas está missão em nada dignifica um corpo com o vosso. O vosso comandante deve tomar vergonha e deixar de mendingar a pedir esmolas junto dos comerciantes e pessoas de Alta nesta cidade, porque está a vender a vossa imagem.

  2. justy

    A Sra. Ministra precisa vir a SV urgente, pq o Comando de SV, está a Balda, altas patentes cometendo ilegalidades, troca de favores etc, etc…vamos pôr cobro a isso Sra. Ministra pf

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.