Augusto Neves “ a nossa meta é acabar com as casas de lata”

4/04/2012 00:18 - Modificado em 4/04/2012 00:18
| Comentários fechados em Augusto Neves “ a nossa meta é acabar com as casas de lata”

Tempo de eleições não é apenas tempo de caça ao voto. Em democracia o período eleitoral é acima de tudo um tempo de balanço. E NN desafiou o Presidente da CMSV a fazer o balanço da sua gestão que ora chega ao fim. Começamos com o problema da habitação em São Vicente. Augusto Neves faz o balanço “.Há muito a fazer para melhorar a questão da habitação. Mas também considera que é justo “ reconhecer que fizemos muito para ajudar as famílias sem uma casa condigna

 

A habitação social é uma questão preocupante na ilha de São Vicente. Com um deficit habitacional rondar os oito mil focos. O problema ganha expressão quando muitos optam por construir casas de lata. Cabo d’Ribeira, Cruz de Papa, Ribeirinha são algumas das zonas onde o fenómeno é mais expressivo.

O presidente da Camara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, garante qua este é um problema que a edilidade tem procurado respostas constantes. Através da construção de raiz de casas sociais e o programa “isdá compô bo casa” a CMSV tem vindo a dar respostas a este problema. Para Neves a Câmara, que dirige, “é uma Câmara eminentemente social e preocupada em melhorar as situações das famílias”.

O presidente faz as contas e avança que desde o início do último mandato em 2008 já foram construídas 128 casas, sendo que 20 já estão em fase final e em São Pedro vai arrancar a construção de dez residências. O projecto “isda compo bo casa” que consiste em reabilitar as casas que estão degradadas beneficiou 884 famílias .Neste projecto a CMSV já investiu cerca de cem mil contos.

 

O governo tem usado a questão da habitação como moeda eleitoral

 

“Não conseguimos fazer mais”. Diz Neves falando que a falta de apoio por parte do Governo. O presidente da CMSV afirma que este poderia estar mais próximo das Camara Municipal na resolução desse problema. Em vez disso “ esse governo tem usado a questão da habitação como moeda eleitoral e não como parte de uma política para resolver o défice habitacional de São Vicente”. Augusto Neves defende que o programa “Casa para Todos” deveria ser da esfera municipal e o “ governo deveria ter preocupações em procurar canais de financiamento para que as Câmaras Municipais pudessem ter programas para a construção de habitações”. Mesmo assim refere que a CMSV cedeu terrenos para o Programa e que está aberto para o diálogo para se encontrar soluções para o problema habitacional em São Vicente.

Para o futuro

Augusto Neves reconhece que há muito a fazer para melhorar a questão da habitação. Mas também considera que é justo “ reconhecer que fizemos muito para ajudar as famílias sem uma casa condigna “. Defende que como Presidente da CMSV quer continuar a lutar para ajudar a vencer essa dura batalha. Por isso revela que a habitação social é dos pontos mais importantes da sua plataforma eleitoral e a meta final é ““acabar com as casas de lata”. E esta eliminação passa por “reabilitar todos os bairros nas encostas com casas dignas de bloco e betão”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.