Moçambique detecta trabalhadores ilegais de países “sem tradição de imigração”

7/03/2013 00:28 - Modificado em 7/03/2013 00:28
| Comentários fechados em Moçambique detecta trabalhadores ilegais de países “sem tradição de imigração”

MocambiqueCidadãos da Suécia, Escócia e Canadá, países sem tradição de imigração em Moçambique, já se incluem entre os imigrantes em situação ilegal no país, segundo dados da Inspeção de Trabalho da província de Cabo Delgado, norte de Moçambique.

 

Em comunicado de imprensa, o Ministério do Trabalho moçambicano refere que a Inspeção de Trabalho em Cabo Delgado suspendeu 26 estrangeiros, entre dezembro e fevereiro, “surpreendidos a trabalhar ilegalmente”, incluindo cidadãos daqueles países.

 

Entre os visados estão também cidadãos do Brasil, China, África do Sul, Senegal e Tanzânia, que trabalhavam sem o visto de trabalho, nomeadamente nos distritos de Pemba, capital provincial, e Mocímboa da Praia.

 

“As empresas infratoras estão a ser sancionadas e os ilegais repatriados”, indica a nota de imprensa.

 

A província de Cabo Delgado está a conhecer um intenso movimento de estrangeiros, contratados por multinacionais envolvidas na pesquisa de hidrocarbonetos, principalmente gás e petróleo.

 

Devido à estabilidade política e proximidade com a África do Sul, a economia mais avançada do continente africano, Moçambique regista um grande fluxo de imigrantes ilegais provenientes do Corno de África e dos Grandes Lagos.

 

 

 

Oje.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.