Ôquelizame da dmissão!!! de Elísio Silva

6/03/2013 15:57 - Modificado em 6/03/2013 15:57

Elisio SilvaÔ quelizame da dmissão!!!

Quem ê ctavaentrápa Liceu sem passápaquel exame da dmissão?Tinha professores especalizodepapreparámninespafazêizame da dmissão, Quem que ca ta lembrá de D. Irene Almada, D. Irene Barbosa, sr. João Chantre, Gabrela Barbosa, ô de Curse. Curse era um sociedade de três professor: menina Celeste, sr. Carvalho e sr. Eugénio Sousa. Sum ca ta inganodesr. Eugénio substitui sr. Amaral conde ele vrásoce de sr. José Inocêncio pás abri Casa Metrópole, más conhicide na meimindlensepa Loja de DjôFei. Professor nium ca tavapropôpaizame quem quês ca ta otchá que tavapreparodepapassá.

Mi era de escola de D. Irene Almada e dia cumleval papel papropomepaizame ele ca siná porque, moda ele dzeme, mi era froque na radação. Jame ca sisti más aula, um bá dritimpa casa triste de munde porque nha entrada na liceu tava ta fcá más longe. Flizmente que nha Tia Nina, matriarca de nha família, amedjerdcidida, rasolvê que tia Zidoratavasinamenha papel, porque ele tinha sinal aberte o que tava dal esse puder. Nha mãe tratádarranjá um professor painchnamefazêradação. Esse professor foi nhôManim que tinha sê escola lá pa banda de Rebera Bote e era um professor que tinha fama de mau moda facada. Tude dia um tavabaipa escola sôpafazêradação.

Quelizame da dmissão tinha dôs parte: prova escrita e prova oral e sôtava bá pa prova oral quem tavapassá na prova escrita. Na prova escrita nô tinha ditade, radação, aritmética e desenho. Na prova oral, era Português, História e Geografia ca quês rio e sês fluente, camins de ferre, serras, etc., tonte de continente come de províncias ultramarina e ainda Aritmética e Geometria. Tronde Português quês ote um sabia ês de cor e salteode. Por exemplo, linha do Norte: Lisboa, Setil, Santarêm, Entroncamento, Lamarosa , Alfarelos, Coimbra, Pampilhosa, Aveiro, Espinho, Gaia. Porto Um ca sabê porquê que gente tavaestudátude quês cosa. Conde um bá pa Coimbra estudá um rasolvêpônhascunhecimente de camin de ferre em prática. Um panhácomboi na Lisboa, conde ele paráprimera vez um dzêSetil, conde ele tornáote vez, Santarém e pra li fora tê conde tchegá vez de Alfarelos um cumeçá ta preparápa saí porque estação a seguir era Coimbra. Já perte de porta de saída que nha mala de cartão comprode na loja de DjôFei, um peruguntá um home que tava lá perte se estação a seguir era Coimbra. Cum ar de goze ele dzeme “ó amigo ainda nem chegamos a Santarém” e ele completá “ pode estar descansado porque quando estivermos perto de Coimbra eu aviso”. Desse vez o quê que valeme ê cum ca foi um caboverdianeautêtique porque caboverdiane quê caboverdiane ca ta perguntá nem flassa.

Uns dias dpôs de cabá prova escrita era dia de sabêresultode que normalmente tava saí de parte da tarde. Loguedpôsdalmoce, malta juntá na Pracinha, não sô quem tinha feteizame como quês ote que tavabaipa dá apoie ô pagozá má quês que tavatchumbá. Conde nhôDjungabriquel porta num corraria, na mei de confusão e de empurron, coraçon ta batê um tchegá na quel quadre ondê que estava lista que tinha nha nome. Dpôs de ter passodedede na linha más dum data de vez e ter certificodedrtecum tinha passode na prova escrita, um dá de sola pa casa pa dá novidade e pacuumeçá ta preparápa prova oral.

Conde um tava ta passá na esquina de dr. Daniel nha corrida foi travode por um mon forte que pegome na nhabroce. Quem era? Nha migue Cacata que era um bedje candidate paentrá na Liceu e que ca tava que coraja de proximá de Liceu pá bziá sê nota.

Cacata – Ô Ilizebôpassá?

Mi – Sim, um passá

Cacata- Bá lá bziásumpassá

Mi –Bôpassá

Cacata – Cmanera que bôsabê?

Mi – Um sabê porque tude Carlos passá

Cacata- Mi enê Carlos, mi ê Ricardo. Bá lá bsiásumpassa!

Um ca tive oteramede senão voltápa trás pa bá bziá nota de Cacata. Conde um voltá,

Cacatá- AntomIlize?

Mi – Bôraprová

Cacata – Desgraçodes, jásconchemenha letra.

Dame um graça de ri, má que mede de levá um tapona um tive de guentánharise que sôcontcê conde jametava uns bons metre longe dele.

Tude dia um tá bá sisti oral dotes porque sempre um uvidzê que quem ta sisti oral dotes gente ta prendêtcheu. Tchegánha dia. Bstidenhamedjorrupinha, sapotecalçode na pê, livre de leitura de boche de broce um pô na camim de Liceu, sem antesuviquel“Deus na bô companha”dzidepanhas tia que tinhamecompanhode tê porta. Antes dum entrá na Praça Nova um oiápa trás inda êstava lá, se calhar ta rezápamefazê um bom izame. Dpôs de chamada um entrápa dentre daquele sala, tê fazêizame ame ca saí nem pa bá fazê um chichi e mi era ultme ta respondêquelplumanhá. Era nha vez, sentode num cartera de frente da quês três “fera”, Alda Madeira, Rendall Leite e Chantrim. Nhacoraçon liviá um gzinha conde Alda Madeira dzê, “podes passa para o dr.Rendall porque já eu estou satisfeita”. Português era parte que mi enera tão forte. Ô quel dividi e classificá oração! Conde um saí um bá sentá num banquim de Pracinha, sem metê na quês brincadera nem na quês goze da quês ote malta, ta esperáparesultode. Um bom oral enera garantia de aprovação, inda tinha facte de se quel número estipulodepa entrada de noves alunes tivesse sideatingide, cotode da quês ote, ês ta tchumbáquástude.

Alguemgritáolal, olal. Tudegentacorrêpa de boche de varanda dondênhó da Cruz, ca quel lista na mon bá ta dzê fulano, aprovode, sicronereprovode e por aí adiante té que tchegánha vez, um tavatmode folgue, má flizmente que de boca de Dacruzinha saí um aprovode. Foi precise algum timpimpamerecuperá folgue e tmáconsciençacum tinha passode na izame da dmissão. Foi antoncum dá um grande grite. Um passaaáá!

Nha migue Humbertona, que sê jetepadzenhe, escrevemecum letra bem fitim, na bolse de cima de nha balalaica um grande 1º one. Durante três dia um tráquel balalaica sôpadurmi. Um andátudetchon de Soncentepatude gente fcá ta sabê que mi Ilize, que inda eneraColeras, já era mnine de Liceu.

 

  1. Amélia Monteiro

    O medona que tinha de ba liceu faze exame de admissão. Porfessora foi a Gabriela Barbosa e examinador Chantron na Matemática. Agora boces imagina ques meninis vindo de ilhas que nunca na vida ca oiá um Liceu ta ser examinado pa Chantron. Lá passei. Mas o exame de admissão de Elisio tem história benite pa gente lê. En gosta tcheu des peripécias ma es tal de Carlos. Ca teve bolo ma vinho??

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.