Deputado do MPD diz que houve corrupção

27/02/2013 00:52 - Modificado em 27/02/2013 00:52

A decisão do Tribunal de Contas em enviar auditores para a ilha de São Nicolau para averiguar as denúncias de desvio de dinheiro nas Câmaras Municipais da Ribeira Brava e do Tarrafal esteve em discussão no Parlamento. O deputado do Movimento Para a Democracia pelo círculo de São Nicolau considerou ser um caso de roubo ao povo da ilha de São Nicolau.

 

Nelson Brito, diz esperar que o Tribunal de Contas tenha condições para levar essa investigação ao ponto de esclarecer a veracidade do caso. “Esperemos que o TC tenhas as condições para fazer de facto o seu trabalho, levar a fundo essa questão para averiguar este roubo ao povo de São Nicolau e limpar o nome da ilha e dos são-nicolauenses”.

O deputado afirmou que o Ministério das Finanças e o Governo a seu tempo devem fazer uma inspecção através de um inquérito sobre aquilo que sublinhou ser “uma questão de corrupção que não se pode tolerar no país. Temos de acabar com essas práticas no nosso país”.

 

PAICV : que se deixe a Justiça trabalhar

 

Por seu lado, o deputado Carlos Ramos eleito pelo PAICV defendeu que os dirigentes políticos da Ribeira Brava não temem a inspecção, mesmo que se venham a apurar responsabilidades, mas pediu que se deixe que a justiça faça o seu trabalho.

“Os deputados devem ter respeito pelas instituições, a justiça está a apurar os factos e no final vai-se punir quem efectivamente tem responsabilidades. Que se vá até ao fundo da questão, que se puna quem tiver responsabilidades, doa a quem doer, a partir de 2008, ou mesmo antes desse ano” afirmou Carlos Ramos.

  1. barulho

    os inspectores ja concluiram que houve corrupção? mais seriedade meu caro deputado. é por essa e outras que a credibilidade dos politicos (tu e os outros) esta onde esta.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.