Os recados da Ministra da Saúde para o HBS: servir as pessoas ao invés do interesse individual

27/02/2013 00:49 - Modificado em 27/02/2013 00:49

Cristina Fontes mandou um recado claro para os funcionários do Hospital Batista de Sousa. Sem dar o nome aos bois a ministra diz que não quer que haja um hospital a disparar “isoladamente” e nem pessoas a terem “agendas próprias”. Quer o interesse publico acima do individual.

 

A Ministra da Saúde considerou que o novo modelo de gestão do Hospital Baptista de Sousa traça uma nova era que projecta a ideia de uma organização complexa e multifuncional. Cristina Fontes, salientou que a ambição é dotar essa estrutura hospitalar de um perfil com eixos estratégicos baseados na gestão de qualidade, por isso, pede aos profissionais da saúde que na decisão de cada caso coloquem o interesse público e os utentes em primeiro lugar. A ministra lançou um desafio aos profissionais da saúde e pessoal auxiliar do HBS, no sentido de cumprirem a missão a que essa estrutura hospitalar se destina no contexto do sistema nacional de saúde. Mas deixou claro que o Ministério da Saúde não quer que haja um hospital a disparar ““isoladamente” e nem pessoas a terem “agendas próprias”.

O Hospital Baptista de Sousa foi o pioneiro na implementação da estrutura de gestão baseada num Conselho de Administração, modelo proposto pelo Ministério da Saúde para os hospitais de Cabo Verde. A ministra Cristina Fontes afirmou que se pretende ter um hospital central que pauta pelos eixos da “equidade, universalidade e qualidade” na prestação dos serviços ao público.

A ministra lançou um desafio aos profissionais da saúde e pessoal auxiliar do HBS, no sentido de cumprirem a missão a que essa estrutura hospitalar se destina no contexto do sistema nacional de saúde. Mas deixou claro que o Ministério da Saúde não quer que haja um hospital a disparar “isoladamente” e nem pessoas a terem “agendas próprias”.

 

Visão estratégica

 

A Ministra da Saúde sublinha que “o HBS tem a credibilidade da população de São Vicente porque responde no essencial. E agora com um CA tem-se a pretensão de melhorar a resposta e ter sempre o interesse público e do cidadão no centro. Além de acomodar quanto possível aos interesses do pessoal, temos de, sobretudo, pensar no público para atingir os eixos de desenvolvimento”.

  1. Maria Fonseca

    SRa MINISTRA PARA ESTE CARGO O CORRECTO EH K HOUVESSE UM CONCURSO PUBLICO FEITA DE FORMA CLARA E TRANSPARENTE O QUAL PESSOAS LIGADAS A GESTAO E GESTAO HOSPITALAR PODERIAM CONCORRER!!! NAO COLOCAR GENTES ESCOLHIDAS POR VOCES PARA OS DITOS CARGOS DE CONFIANCA OU SEJA CRIAR LAMBEBOTAS. A SENHORA SANDRA ESTE MAIS DE DUAS DECADAS TENTANDO TIRAR UMA LICENCIATURA QUE GARANTE QUE ELA SERA BOA GESTORA??? MEDICO NAO TEM K SER GESTOR!!!

  2. Joao

    ehehe essa é para rir, tudo vai para o hospital da praia e o HBS ainda tem que se contentar com esses recados morri de rir

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.